Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Geral

Praças e parques de Nilópolis já podem ser “adotados”

Clique AQUI e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

A legislação exige que as áreas "adotadas" devam promover atividades culturais, educacionais, esportivas ou de lazer
PRAÇA MONSENHOR JOÃO FELIPE
Com a “adoção”, os problemas de manutenção devem acabar. Foto: Heberton Caffaro

Desde o último dia 18 de abril, as praças, parques, áreas públicas de caráter esportivo ou recreativo e áreas verdes de Nilópolis podem ser “adotados” por empresas, associações de moradores e quaisquer entidades da sociedade civil do município, que ficarão responsáveis pela manutenção delas e, em troca, ganharão o direito de explorar publicidade institucional no espaço público adotado. O decreto que regulamenta a Lei Municipal 6.375/13, foi publicado na edição 2974 do Jornal A Voz dos Municípios Fluminenses, que funciona como Diário Oficial do Município.

A legislação exige que as áreas “adotadas” devam promover atividades culturais, educacionais, esportivas ou de lazer, de acordo com projeto apresentado junto a Prefeitura. Ainda de acordo com o decreto, os interessados na adoção deverão firmar convênio com a administração municipal.

Para o poder público, a adoção dos logradouros vai significar economia de dinheiro. A manutenção desses espaços públicos (limpeza, poda de árvores, substituição de equipamentos quebrados, etc.) custa aos cofres municipais, no mínimo, R$ 300 mil por mês.

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Pagamos para que a prefeitura cuide dos parques e praças. Delegar propriedade pública é lotear a cidade, é dar margem a milicianos e associações assistencialistas se proliferarem. Delegar funções públicas ao cidadão ou grupos, é se decretar publicamente à incompetência do do governo. vamos repensar isso.

  • EM TEMPO: ONDE ESTÁ O PROJETO DIRETOR DO PARQUE DO GERICINÓ? ONDE ESTÁ A AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA SE DEBATER O RUMO DE NOSSO PARQUE NATURAL. É EXTREMAMENTE IMPORTANTE QUE O CIDADÃO CONTRIBUINTE PARTICIPE DESTA DECISÃO DE PROJETOS. O PARQUE É NOSSO. POIS, OS POLÍTICOS PASSAM, A CIDADE E OS PROBLEMAS FICAM.

    • ISSO JÁ TA VIRANDO POUCA VERGONHA, AGORA VEJAMOS A SITUAÇÃO A RESPONSABILIDADE PELO QUE ME CONSTA É DA PREFEITURA E SEUS SECRETÁRIOS NOMEADOS PARA CADA FUNÇÃO QUE LHES COMPETE POR QUE O CIDADÃO OU EMPRESA TERÁ QUE CUIDAR COMO ASSIM… ALO POPULAÇÃO ACORDA ESTÃO VENDENDO AS PRACINHAS PÚBLICAS ACHO QUE VOU COMPRAR ALGUMAS ALGUÉM SE HABILITA TAMBÉM….

  • Pelo que estamos vendo atualmente, dois locais já foram adotados:

    1 – O Parque natural do Gericinó foi adotado por meia dúzia de gatos pingados que curtem aeromodelismo, alegando não ser esporte elitista e estão com idéias geniais de melhorar o comércio de Nilópolisatravés dessa prática, sem contar que juram de pés juntos que não prejudica a fauna e a reprodução dos pássaros.

    2 – A Praça Benedito Vaz Vieira, conhecida como Praça da Roldão, foi adotada por centenas de funkeiros para a realização de suas raves a céu aberto, com som em decibéis acima do suportável, muitas drogas, bebidas alcoólicas (principalmente para menores de idade), prostituição infantil e retenção do trânsito da Avenida Mirandela.

    Como vocês viram, já temos dois locais “adotados”, mas em breve, pelas atitudes tomadas por nossas autoridades, teremos muitos outros locais “adotados”.

Publicidade