Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Geral

O inusitado cachorro quente de Nilópolis

O inusitado cachorro quente de Nilópolis 4
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

O cachorro quente é considerado um lanche rápido, porém em muitos lugares se torna uma refeição.

Existem várias histórias sobre a origem do cachorro quente. A mais comentada diz que um açougueiro na Alemanha deu o nome do seu cachorro de estimação as salsichas que fabricava. Levando ao nome que conhecemos hoje.

Dizem também que o pão surgiu para facilitar a degustação da salsicha quente. Um senhor, nos Estados Unidos, em 1904, dava luvas aos seus clientes para não queimarem as mãos com a salsicha quente. Entretanto, raramente eram devolvidas. Para evitar prejuízos, seu cunhado, que era padeiro, sugeriu que envolvesse a salsicha com o pão, dando assim a origem ao cachorro quente.

O cachorro quente é considerado um lanche rápido, porém em muitos lugares se torna uma refeição, com tantos ingredientes adicionados a salsicha e o pão. Na barraca da Tia Elaine, na Avenida Mirandela, em Nilópolis, não é diferente. Além do pão, salsicha ou linguiça, ovo de codorna, passas, azeitona, batata palha, salada, ketchup, mostarda, maionese, queijo ralado parmesão e o molho especial, tem feijão fradinho.

Alice Maior, estudante, apesar de sempre passar próximo, nunca provou do cachorro quente com feijão fradinho. Ela foi convidada a dizer o que acha do lanche. Confira no vídeo!

Fonte: Viva Favela

Publicidade