Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Campanha contra a Trans1000 se multiplica pelas redes sociais

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

TRANS1000
Ônibus da empresa pega fogo após pane elétrica. Foto: Reprodução da Internet

A revolta dos passageiros que utilizam os ônibus da empresa Turismo Trans1000 cresce a cada dia e nas redes sociais se multiplicam as campanhas que cobram mais ação do poder público para retirar a empresa de circulação, só no Facebook já são quase 1.000 pessoas que participam de dois grupos que promovem debates e postam fotos e relatos de problemas diários ocorridos nos coletivos da empresa.

TRANS1000
Enguiços são constantes. Foto: Reprodução da Internet

Com sede em Mesquita, a Trans1000, opera sozinha linhas que ligam Nilópolis ao Centro do Rio de Janeiro. Sem opções, os passageiros são obrigados a conviver ‘chuva artificial’ devido a problemas no ar condicionado; ‘gangorra rodoviária’ devido a problemas nos amortecedores; presença de insetos variados; além de problemas tradicionais como bancos quebrados, alterações proibidas, motores e câmbios barulhentos e refrigerações que não funcionam. Os problemas já ocorrem há quase 10 anos é nada é feito.

Além das redes sociais, os internautas também criaram sites e blogs para mostrar os problemas da empresa. Recentemente o blogueiro Rennan Cantuária, iniciou uma campanha intitulada “Pô, Cabral, Troca a Trans1000”, em seu blog, onde cobra do Governador Sergio Cabral o cumprimento de uma promessa feita em 20 de março de 2012. “Ele prometeu realizar novas licitações das linhas intermunicipais de todo o estado no segundo semestre daquele ano, mas isto não ocorreu. Vamos lembrá-lo de sua promessa? A Baixada já se cansou de depender da pior empresa de ônibus do RJ. Fora Trans1000!”, se revolta Rennan.

No dia 10/06, o internauta Antonio Cardoso, publicou um vídeo no Youtube, no qual ele mostra um ônibus da linha 003 (Nilópolis x Passeio), enguiçado na pista central da Avenida Brasil, e os passageiros revoltados enquanto aguardavam outro ônibus para levá-los até Nilópolis.

Ao se fazer uma busca no Google, é possível encontrar inúmeros sites onde os passageiros demostram o seu descontentamento com a empresa. Até mesmo um abaixo-assinado virtual foi criado para que os usuários possam pedir a substituição da empresa (www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N30423). Além dele, os sites Reclamão (www.reclamao.com/reclamacao-contra-trans-1000/105669/situacao-do-transporte-da-linha-478-e-481/) e Reclame Aqui (www.reclameaqui.com.br) também possuem reclamações contra a empresa.

FORA TRANS1000

Nas ruas o sentimento é o mesmo: desrespeito. Todos os dias, viajar nos ônibus da empresa é se preparar para viver horas de transtornos e muitas reclamações, onde os funcionários acabam virando alvo e sofrendo o dobro. “É um absurdo mesmo, não tiro a razão dos passageiros, só que a gente que trabalha não tem culpa dos problemas, a gente até procura tentar resolver alguns. Eu mesmo já tive que consertar um problema no meio da rua para não deixar os passageiros a pé, mas tem situação que não dá e ai os passageiros acabam descontando na gente”, conta um motorista, acrescentando que já teve passageiro querendo incendiar um ônibus que ele dirigia. “O cara disse que era pra eu parar que ele ia tacar fogo, eu pedi para ele não fazer, pois acabaria sobrando pra mim e com pena, ele desistiu”, completa o funcionário que não quis se identificar com medo de represálias.

Prefeito de Nilópolis busca solução

No último dia 25, o prefeito de Nilópolis Alessandro Calazans emitiu uma nota em seu perfil no Facebook a respeito da insatisfação popular com os serviços prestados pela empresa de ônibus Trans1000. Confira abaixo a integra do texto:

“Diante de diversos comentários feitos sobre a nota oficial emitida ontem (20), a prefeitura esclarece, mais uma vez, a situação da empresa Trans1000.

A Trans1000 é uma empresa que explora linhas intermunicipais que ligam Nilópolis ao centro da cidade. Por ser uma linha intermunicipal, cabe ao Detro, órgão do governo do estado, determinar o valor da passagem, bem como dar a concessão à empresa. A prefeitura de Nilópolis está insatisfeita com o serviço e já sinalizou de diversas maneiras ao governo do estado essa situação. Já realizamos ações de fiscalização e apreensão de ônibus desta e de outras empresas, já comunicamos, pessoalmente ao Secretário Júlio Lopes sobre o péssimo serviço da empresa e reunimos, inclusive, todas as reclamações recebidas sobre a empresa e enviamos para a secretaria.

Mais uma vez, a prefeitura de Nilópolis esclarece que é a favor das manifestações populares que ocorrem em todo país e confia que os protestos que venham a ocorrem em Nilópolis discorram em clima de paz.”

Licitação deve ser feita em Julho

Durante operação realizada pela Secretaria Municipal de Transportes, no último dia 24 de abril, o prefeito Alessandro Calazans, declarou que as linhas da empresa devem ser licitadas no dia 5 de julho. “Estamos realizando esta operação para sinalizar ao dono da Trans1000 que não admitimos mais os péssimos serviços. São ônibus com documentação irregular, pneus carecas, enfim toda sorte de problemas e conseguimos junto ao governador Sergio Cabral, que seja feita uma nova licitação para a escolha de uma nova empresa no dia 05 de julho”, disse Calazans.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais