Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Mais duas conferências acontecem em Nilópolis

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Nilópolis foi palco de duas conferências municipais, realizadas com apoio da prefeitura, a primeira realizada na última sexta-feira, dia 5, foi direcionada a Cultura e a da última quarta-feira, dia 10, da Igualdade Racial. A II Conferência Municipal de Cultura foi realizada no Ciep 230 Manoel Malaquias e contou com a presença do secretário de Cultura de Nilópolis, Antônio Costa, do subsecretario, Leandro Terra, representantes do setor público, da sociedade civil, instituições e agentes da cultura.

CONFERÊNCIA DE CULTURA

A conferência é um mecanismo dos sistemas municipal e nacional e tem por finalidade discutir e resolver problemas e questionamentos. Foi discutido o que fazer com os aparatos legais, e a escolha dos delegados para a Conferência Estadual. Além disso, algumas representações definiram os novos conselheiros que irão compor o Conselho Municipal de Política Cultural. O conselho é formado por representantes do poder público e da sociedade civil. Segundo o subsecretário de Cultura de Nilópolis, Leandro Terra, mais de 100 pessoas participaram da conferência, realizada durante todo o dia. “Conseguimos alcançar 95% do nosso objetivo, agora vamos começar a integrar no sistema nacional, mostrando o nosso trabalho”, disse.

Já na última quarta-feira, a secretaria de Cidadania e Direitos Humanos, através da Superintendência de Promoção da Igualdade Racial realizaram no auditório da Uniabeu a III Conferência de Promoção da Igualdade Racial de Nilópolis, cujo tema debatido foi “Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: Por uma Nilópolis Afirmativa.

Durante o evento, propostas foram feitas por quatro grupos temáticos, onde em seguida foram eleitas e a sociedade civil tirou a delegação para a participação na conferência estadual. A delegação escolhida foi: Ciafro (titular), Agentes Pastoral do Negro (suplente), Disco (titular), Fórum da Diversidade Sexual de Nilópolis (suplente), Fórum Nilopolitano de Matriz Africana (titular), o Centro Espírita Vovó Maria Conga da Angola (suplente), AABC (titular) e o Pré vestibular FENIX (suplente).

Representando o prefeito, Alessandro Calazans, o chefe de gabinete Marcio Ferreira, falou sobre a inclusão do negro na sociedade. “É com muita alegria que estou aqui participando desse evento, e mostrar a sociedade civil que o governo não tem nenhum tipo de discriminação”, disse. Márcio Ferreira ainda comentou sobre os avanços que a polí-tica de igualdade racional irá proporcionar a população.

O secretário de Cidadania e Direitos Humanos Rodrigo Amorim, falou que um dos principais objetivos desse novo governo é trazer os movimentos sociais para as discussões. Ele também anunciou o cadastramento das entidades não governamentais na secretaria de Cidadania e Direitos Humanos para que seja detectado e contabilizado quem são essas organizações, o que elas fazem e qual é a real necessidade delas para a sua sustentabilidade enquanto Instituições. “Todo esse trabalho de cidadania vem sendo bem desenvolvido e estamos aqui preparados para avançar. Agradeço a todos os movimentos presentes”, finalizou. Durante o evento Rodrigo Amorim e o secretário de Meio Ambiente Nilton Caldeira, foram homenageados com o diploma do Comitê Mundial da Paz da Cruz Vermelha de Nilópolis, entregue pelo Pastor Robson Oliveira e Fábio Francisco de Paula, coordenador do comitê.

Quem também esteve presente foi o Superintendente Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Rio de Janeiro, Marcelo Dias, que falou da grande atuação de Nilópolis representada por sua superintendente a nível estadual e nacional. “Nilópolis vem desenvolvendo um belo trabalho e parabenizo a todos desse município. Estão sendo realizadas em todo o estado 41 conferências, é um grande avanço para a nossa causa”, enfatizou.

Também participaram, a representante da secretaria de Educação, Profª Sandra Gurgel, representante da sociedade civil Macedo Griot, Superintendente de Igualdade Racial, Ignez Teixeira, e secretários municipais.

Fonte: A Voz dos Municípios Fluminenses
você pode gostar também
Comentários
Carregando...