Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Vândalos destroem abrigos de paradas de ônibus em Nilópolis

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
ABRIGO DESTRUIDO
Várias peças são roubadas. Foto: Sergio Luiz

A ação de vândalos está danificando os abrigos das paradas de ônibus instaladas pela Prefeitura de Nilópolis. Eles quebram telas de vidro, bancos e arrancam até a cobertura de ferro nos pontos atingidos.

Um dos abrigos que sofreu a pior ação dos vândalos fica ao lado da Igreja de Santo Antônio. Ele foi depredado e só sobraram os ferros de sustentação. “Só sobrou isso ai, não tem mais nada, virou um monte de ferro largado, até mesmo a placa que indicava o ponto do ônibus foi roubada. Me sinto envergonhado”, disse o aposentado José Costa.

Os demais abrigos instalados no município também já sofreram algum tipo de vandalismo, como pichações e furto de peças em geral. “De que adianta o prefeito arrumar a cidade se vem um bando de vagabundos e fazem isso? A Prefeitura tinha que colocar câmeras nas ruas e filmar esses animais e depois divulgar na imprensa a imagem de quem é inimigo da cidade”, sugeriu a auxiliar de enfermagem Solange Vieira.

As principais paradas de ônibus de Nilópolis, ganharam novos abrigos em aço inoxidável com painéis de vidro e cobertura no ano passado. A instalação dos abrigos fez parte das obras de revitalização das calçadas. O ato de depredação está indignando moradores e pessoas que trabalham nas proximidades dos locais atingidos. O segurança Rafael Ferreira, que mora nas proximidades da Igreja de Santo Antônio, disse que já presenciou a ação dos vândalos na destruição do abrigo localizado na parada ao lado da Rua Vicente Celestino. “Vi um carro com dois rapazes atirando pedras no abrigo. Eles quebraram e foram embora. Não sei o que leva essas pessoas a fazerem isso. É lamentável que essas coisas estejam acontecendo”, lamentou ele que ficou indignado com a depredação.

ABRIGO
Os abrigos recém-instalados já estão vandalizados. Foto: Sergio Luiz

A diarista Lúcia de Sousa, estava na parada próxima a Rua Pedro Álvares Cabral esperando o ônibus e demonstrou estar indignada com a situação dos abrigos depredados. Ela lamentou o vandalismo e conclamou a população a denunciar o ato. “É lamentável que uma obra dessas, tão reivindicada por todos nós, esteja sendo alvo de vandalismo de pessoas irresponsáveis que aparecem, na calada da noite para destruir os abrigos. A população precisa é denunciar e até chamar a polícia se identificar quem está fazendo isso”, afirmou Lúcia de Sousa.

O Código Penal Brasileiro define o crime de dano no caput do art. 163: “destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia, prevendo pena de detenção, de um a seis meses, ou multa”. No caso de “dano qualificado”, cuja pena é de detenção de seis meses a três anos e multa, estão elencadas nos quatro incisos do parágrafo único do citado dispositivo. Sendo que o inciso III prevê a qualificadora quando o crime for cometido: “contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista”.

OPINIÃO

Preservar o patrimônio público é um dever de todos nós. Ao depredarmos estamos acabando com o que é nosso, pois todos esses patrimônios, foram construídos com o dinheiro dos impostos que pagamos por todo e qualquer produto que compramos. É importante que a sociedade seja mais participativa, denunciando os atos, para isso há o disque-denúncia (2253-1177) ou acionando uma viatura da Polícia Militar pelo telefone 190.

.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...