Geral

Prefeito de Belford Roxo segue os passos de ex-prefeito de Nilópolis

Prefeito de Belford Roxo segue os passos de ex-prefeito de Nilópolis
Fotomontagem com imagens da Internet.

Derrubar construções e tentar de alguma forma apagar os feitos de seus adversários políticos. Entre os anos 2013 e 2016 os nilopolitanos conviveram com essa sina e agora são os moradores de Belford Roxo que estão tendo que conviver com demolições e uma verdadeira caça a tudo que possa fazer os Belforroxenses se lembrarem do ex-prefeito Jorge Júlio da Costa dos Santos, o Joca, morto em 1995.

Prefeito de Belford Roxo segue os passos de ex-prefeito de Nilópolis
Fotomontagem com imagens da internet mostram na sequência a demolição do HMJK e do Pórtico de Belford Roxo

Em Nilópolis, o ex-prefeito Alessandro Calazans demoliu os imóveis onde funcionavam a Prefeitura, a Câmara, o Posto de Saúde Central e até mesmo o Hospital Municipal Juscelino Kubistcheck foi posto abaixo. E para piorar, com exceção do HMJK, os demais terrenos foram vendidos para a iniciativa privada. “Ele quis colocar o seu nome na história, acreditou que mudando os mais importantes pontos do município estaria no caminho certo. De certo modo ele conseguiu, ele sempre será lembrado pelo prefeito que derrubou tudo isso, porém essa lembrança será negativa. Politicamente ele conseguiu sujar a sua imagem”, disse o cientista político, Augusto Mendonça.

Assim como em Nilópolis, o atual prefeito de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, tem provocado polêmica no município que administra. Desde o início de sua gestão ele já demoliu o pórtico de entrada da cidade e destruiu a Praça Getúlio Vargas, que abrigava pontos históricos do município, como a Bica da Mulata e o Monumento à Bíblia, coincidência ou não, em todos havia o coração estilizado, marca usada pelo ex-prefeito Joca. “Em Nilópolis não deu certo. Waguinho ainda tem pelo menos três anos para conseguir reverter a sua imagem e provar que sua escolha foi a correta. Se ele estiver fazendo tudo isso de uma forma planejada, pode ser que consiga se sair bem e provar sua competência, o que o deixará muito bem politicamente”, concluiu o cientista político, Augusto Mendonça.

Waguinho vem colecionando medidas polêmicas e controvérsias desde que assumiu a cidade. Primeiro, tomou posse em uma igreja da qual é fiel, ignorando a premissa do estado laico. Também foi hostilizado pela população local por ter demolido uma creche. Em 14 de março de 2017, a sua prefeitura foi multada em R$ 3 milhões por despejar lixo em aterro clandestino.

Enquanto era presidente da câmara de Belford Roxo, foi acusado por auditoria do Tribunal de Contas do Estado por receber salários acima do teto constitucional. Enquanto deputado estadual  foi um dos autores do projeto de lei que concedeu a Medalha Tiradentes ao então deputado federal Eduardo Cunha.

Até agora nenhuma das construções derrubadas foi refeita e a população reclama das péssimas condições em que se encontra a cidade. “A cidade está bem ruim, péssima. Ainda quebram tudo”, disse a aposentada, Maria de Fátima.

Coincidências

Tanto Calazans quanto Waguinho exerceram mandatos de Deputado Estadual e são do PMDB, partido do ex-governador Sergio Cabral e dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, presos durante as investigações da Operação Lava-Jato.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • O ex-prefeito Joca nunca será esquecido, não adianta trocar hino de Belford Roxo, demolir coisas que nosso glorioso”Joca”nos deixou. O atual prefeito waguinho esta so perdendo tempo destruindo tudo ao invés de dar continuidade nas obras que nunca foram concluídas. Agora prefeito igual ao ” JOCA” nunca vai existir, esse sim fez a diferença.

Leitores Online

6 Leitores visualizando esta matéria

Publicidade