Carnaval

Bangu revive desfile histórico da Beija-Flor de Nilópolis e emociona componentes

Foto: Carnavalesco.com.br

A Unidos de Bangu fez um resgate histórico em seu desfile na Marquês de Sapucaí. Dentre as lembranças marcantes, podemos destacar a Ala 7, que representou Agotime, senhora da casa das minas de São Luís do Maranhão. A história de Agotime ficou mundialmente conhecida após ser enredo da Beija-Flor de Nilópolis em 2001. Com um desfile arrebatador. Embora a escola de Nilópolis não tenha ficado com o título daquele ano, a saga de Agotime entrou para a história do carnaval carioca.

Após 17 carnavais, a Unidos de Bangu trouxe à tona novamente, uma das histórias mais ricas da cultura nacional. Curiosamente trazida por Cid Carvalho que hoje exerce dupla função no carnaval carioca. É o carnavalesco da Unidos de Bangu, recém promovida a Série A e também faz parte da comissão de carnaval da própria Beija-Flor de Nilópolis.

Rose Rodrigues, que desfila pela primeira na vez na escola da Zona Oeste contou sobre a satisfação de vestir uma fantasia de uma figura que representa muito pra cultura negra e que foi personagem central de um dos desfiles mais impactantes da história do carnaval.

– É uma felicidade imensa vir nessa ala que representa Agotime. A escola acabou de vir pra Série A e trouxe um enredo muito marcante para toda a comunidade, que abraçou tanto o enredo quanto o samba – afirmou.

A fantasia faz referência ao simbolismo da cultura africana. A indumentária tem como característica principal as suas cores. Um misto de tons escuros com dourados. A cor preta representa a etnia negra e o tom dourado significa a nobreza africana representada por Agotime. A cabeça da fantasia é um Black Power que marca o empoderamento da cultura negra com o passar dos anos.

O estudante Lucas Vasques, contou que sentiu privilegiado de participar da ala que faz referência ao seu desfile preferido. O componente contou ao Site CARNAVALESCO, que sempre sonhou em participar do desfile da Beija-Flor no ano de Agotime.

Veja como foi o desfile da agremiação

– É o meu desfile preferido, sem dúvida alguma. Eu sou apaixonado pelo samba daquele ano e pelas fantasias que traziam um grau muito forte de energia positiva. A Bangu me presenteou com a fantasia nessa ala e, hoje vamos incendiar a Sapucaí para reviver o desfile de 2001 da nossa co-irmã – finalizou.

Fonte: http://www.carnavalesco.com.br

Leitores Online

16 Leitores visualizando esta matéria

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

/* ]]> */