Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Hospital em Nilópolis atinge a marca de 3 mil cirurgias realizadas

Três mil cirurgias realizadas. A marca foi alcançada pelo Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Vereador Melchiades Calazans (HTO Baixada), inaugurado em junho do ano passado. Entre os pacientes atendidos na unidade, cerca de 80% são moradores da Baixada Fluminense e 42% são encaminhados pelo Hospital da Posse ou pelo Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. O maior número de pacientes atendidos são moradores de Nova Iguaçu, seguido por Duque de Caxias e Rio de Janeiro.

“O HTO é um orgulho para nosso estado porque mostra que é possível atuar de forma efetiva aplicando os recursos com responsabilidade. Hoje é um dia de alegria porque em menos de um ano realizamos três mil cirurgias, isso representa que milhares de pessoas foram atendidas de forma humanizada e rápida em uma unidade que conta com profissionais espe-cializados”, disse o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Gama.

O HTO Baixada funciona nas instalações do antigo Hospital Estadual Melchiades Calazans, em Nilópolis e conta com 70 leitos. O local se tornou referência em cirurgias ortopédicas no estado e em especial na região da Baixada.

O hospital conta com enfermarias adulto e pediátrica, seis leitos de CTI e seis salas de cirurgia. Os procedimentos realizados são de média e alta complexidades, incluindo cirurgias de fêmur, joelho, quadril, mão e pé. A unidade atende pacientes de todo o Estado do Rio, que são encaminhados através da Central Estadual de Regulação.

“Nossos números mostram que estamos cumprindo o desafio de ajudar a desafogar as emergências da região reduzindo a espera por uma cirurgia e dando segurança e conforto ao paciente. Esse é o nosso principal objetivo. São mais de três mil pessoas que ganharam de volta sua qualidade de vida. O povo merece ser bem atendido e bem cuidado. Estamos aqui para isso”, diretor do HTO Baixada, Luiz Carlos Nobre Cavalcanti.

A unidade conta ainda com um Centro de Tratamento a Queimados (CTQ). São oito leitos para atender pacientes transferidos de outras unidades de saúde e que precisam de atendimento especializado. O setor conta com equipe multidisciplinar formada por médicos, cirurgiões plásticos, anestesistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas. O atendimento aos pacientes do CTQ é acompanhado por uma equipe especializada e dependendo da gravidade da queimadura, o paciente é ser encaminhado para uma cirurgia reparadora, quando necessária. Os procedimentos também são feitos no hospital.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais