Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Religiosos Centro

Missa Nordestina é realizada na Paróquia Nossa Senhora Aparecida

MISSA NORDESTINA
Foto: Divulgação / Pascom
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Assim como acontece há 25 anos, a resistência, a fé, a coragem e a cultura do nordestino foram enaltecidas na missa realizada no último domingo (24),  na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, localizada no Centro de Nilópolis.

Assim como acontece há 25 anos, a resistência, a fé, a coragem e a cultura do nordestino foram enaltecidas na missa realizada no último domingo (24),  na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, localizada no Centro de Nilópolis.

A Missa Nordestina, como é popularmente chamada, foi presidida pelo Frei Athaylton Jorge Monteiro Belo, tendo como co-celebrante o Padre Mario Geremia, pároco da Paróquia Santa Cecilia e São Pio X em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. A data escolhida é em alusão a Natividade de São João Batista e  fez parte das comemorações pela 33ª. Semana do Migrante.

MISSA NORDESTINA
Foto: Divulgação/PASCOM

Frei Athaylton em sua homilia lembrou os padres e irmãs, como tantos outros migrantes, que perderam suas vidas nas lutas pelas causas em prol dos nordestinos.

Padre Mario Geremia, que também é vice-presidente do Serviço Pastoral do Migrante (SPM), entidade católica vinculada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), apresentou o ícone da 33ª. Semana do Migrante e os agentes da Pastoral do Migrante da Paróquia Santa Cecilia, além de presentear a paróquia com a imagem de Nossa Senhora Mãe do Nordeste.

MISSA NORDESTINA
Foto: Divulgação/PASCOM

Nas festividades em homenagem aos Migrantes Nordestinos, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida homenageou um nordestino que abraçou a Baixada Fluminense como sendo o seu lar, Dom Adriano Hypólito. Nascido em Aracaju, em 18 de janeiro de 1918, Adriano Mandarino Hypólito foi ordenado padre em Salvador, em 1942. A Diocese de Nova Iguaçu está comemorando no ano de 2018 o centenário de Dom Adriano Hypólito.

Publicidade