Manoel Reis Meio Ambiente

Nilópolis faz campanha de conscientização contra a soltura de balões

COMBATE INCÊNDIO GERICINÓ
Guarda Ambiental combate foco de incêndio no Parque do Gericinó. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Nilópolis lançou, nesta segunda-feira (09), campanha de conscientização contra a soltura de balões, prática que ameaça o Parque Municipal Natural de Gericinó. Um dos motivos da ação é o período crítico que vai até o final de agosto, quando a queda de balões chega a registrar um aumento de até 79% na área.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Flávio Vergueiro, a maioria dos focos de incêndio no parque são causados pela queda de balões, o que causa grande poluição para a atmosfera, prejuízos econômicos, à saúde, acelerando os processos de desflorestamento e de perda da biodiversidade.

GUARDA AMBIENTAL COMBATE INCÊNDIO
Guarda Ambiental realizada combate à incêndio no Gericinó. Foto: Divulgação

Por conta desse mal costume o Brasil está entre os principais responsáveis pelo aumento dos gases de efeito estufa do planeta e, com a chegada da época de estiagem a tendência é de que o número de focos aumente o que precisa ser combatido com conscientização e colaboração da população. “Estamos falando de condutas tipificadas na Lei de Crimes Ambientais e no Código Penal. Precisamos, cada vez mais da compreensão quanto aos diversos riscos gerados e participação dos cidadãos na realização de denúncias às autoridades policiais”, convoca o secretário Flávio Vergueiro.

A atividade é crime previsto em lei. De acordo com Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605), de 1998, é proibido fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação ou em áreas urbanas. A pena prevista é de um a três anos de prisão ou multa, podendo o infrator também receber as duas punições juntas.

Por isso, a população deve denunciar através dos números 193 e 190, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, para que respectivamente essas autoridades possam tomar as devidas providências.

Vale lembrar que todo cuidado é pouco nesta época do ano, em que a baixa umidade do ar e a alta temperatura provocam a seca na vegetação, aumentando o risco de incêndios.

Leitores Online

18 Leitores visualizando esta matéria

Publicidade

  • bannerradio2.jpg

Publicidade