Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Manoel Reis Meio Ambiente

Animais silvestres são resgatados e soltos em Nilópolis

GUARDA AMBIENTAL
Foto: Divulgação
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Em mais uma ação de resgate de animais silvestres, o Corpo de Bombeiros foi acionado, nesta terça-feira (11), atuar no resgate de gambás e uma coruja em área urbana.

Em mais uma ação de resgate de animais silvestres, o Corpo de Bombeiros foi acionado, nesta terça-feira (11), atuar no resgate de gambás e uma coruja em área urbana.

Após o resgate, os militares acionaram a Guarda Ambiental Municipal de Nilópolis (GAM), que acolheram os animais. Os marsupiais estavam saudáveis e foram soltos pelos agentes no interior do Parque Municipal Natural do Gericinó, em uma área de vegetação mais densa.

Já a ave estava debilitada e foi conduzida pelos agentes ao campus de Medicina Veterinária da Universidade Estácio de Sá, localizado no bairro de Vargem Pequena, no Rio de Janeiro. Nesta ação, a GAM contou com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) que auxiliou no transporte.

Veja o que fazer em casos de animais silvestres encontrados em casa

Cuidados especializados ampliam as chances de retorno à natureza de animais silvestres encontrados em áreas ocupadas pelos seres humanos.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Flávio Vergueiro, a primeira coisa a fazer ao encontrar um animal silvestre dentro de casa é procurar manter a calma. “É muito importante que as pessoas não tentem tocar no animal, nem intimidem o bicho com pedaços de pau ou qualquer outro material, porque isso pode deixá-lo nervoso, e provocar um ataque. Também se pede para não fornecer alimentos ou água, que podem ser prejudiciais”, ressalta.

Em seguida deve-se entrar em contato com a Guarda Ambiental Municipal ou com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para que seja recolhido, ter o estado de saúde avaliado e, se possível, ser reintroduzido na natureza. Os órgãos podem ser acionados através do telefone 2692-3951. O Corpo de Bombeiros atende casos de emergência em que haja risco de vida, tanto para os animais quanto para a população. Neste caso, o atendimento é feito pelo telefone 193.

Publicidade