Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Manoel Reis Polícia

Familiares e amigos se despedem da jovem morta após perseguição em Nilópolis

ENTERRO
Funeral de Vitória contou com a presença de familiares e amigos. Foto: Alexandre Brum/Agência O Dia
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Vitória Rodrigues, de 19 anos, morreu após ser atingida por uma colisão durante uma perseguição após o roubo de um celular, no bairro Manoel Reis.

A emoção tomou conta de amigos e familiares que compareceram, na tarde do último sábado (29), ao Cemitério Jardim de Mesquita, em Edson Passos, para se despediram da jovem Vitória Rodrigues, de 19 anos. A estudante de Direito e mais três pessoas foram as vítimas fatais da perseguição que acabou em acidente, após o roubo de um celular em Nilópolis.

Vitória foi atingida pelo carro do motorista Valério Costa Dias, de 56 anos, quando cumpria a sua rotina de frequentar a academia. Ela estava saindo do estabelecimento quando a motocicleta em que estava foi atingida pelo CrossFox. Seu corpo foi arremessado a 15 metros, caindo ao lado de um dos suspeitos de ter participado do roubo. Ele também morreu.

VITÓRIA RODRIGUES
Vitória era vaidosa e morreu após sair da academia. Foto: Reprodução da Internet

A estudante ainda chegou a ser socorrida e por conta do destino, foi justamente o pai, Jonas Fontes, quem a levou para o Hospital Juscelino Kubstcheck, no Centro. Ele trabalha próximo ao local do acidente e foi conferir o ocorrido. Ao chegar lá, o desespero tomou conta de Jonas, ao reconhecer a motocicleta rosa completamente destruída e depois ver a menina caída mais a frente. “Eu fui ver o acidente, não fui ver minha filha. A moto dela estava toda amassada, formando um oito. Quando olhei mais adiante quem estava no chão era minha Vitória. Colocamos ela dentro de um carro e fomos até o hospital Juscelino Kubitschek, mas ela não chegou com vida até lá. O último suspiro foi na minha frente, onde ela buscou forças e não conseguiu”, desabafa o pai.

Segundo os parentes, a jovem estava no segundo período do curso de Direito e ajudava o pai em um comércio. Ela era filha caçula de um total de três filhas. “A Vitória era a única que morava com os pais, era o xodó da casa e era muito querida. Ela tinha muitos amigos. Ela não costumava ir à academia naquele horário, ia no período da tarde. Infelizmente, aconteceu essa tragédia”, conta o tio da jovem, Isaías Fontes.

MOTOCICLETA
A motocicleta onde estava Vitória, completamente destruída. Foto: Via Whatsapp

Entenda o caso

Vitória e mais três pessoas morreram quando uma perseguição iniciada após Bruno Matheus Teotonio Rodrigues e mais um homem ainda não identificado, terem roubado o celular de Valério Costa Dias. Ele e sua esposa saiam de casa em um carro quando ocorreu a abordagem.

VALÉRIO E ZENI
Valério também acabou morrendo e sua esposa sofreu ferimentos. Foto: Reprodução da Internet

Insatisfeito, Valério começou uma perseguição pelas ruas do bairro Nossa Senhora de Fátima na tentativa de recuperar o celular. Já no bairro Manoel Reis, Valério atingiu a motocicleta onde estavam os suspeitos, porém perdeu o controle do veículo e o CrossFox capotou e acabou atingindo também a motocicleta onde estava a jovem Vitória e um outro veículo onde estava um casal. O acidente ainda envolveu um ônibus da empresa Nilopolitana.

O resultado da tragédia: Os dois suspeitos de terem roubado o celular Bruno Matheus Teotonio Rodrigues, 22, e o outro homem que ainda não identificado, além de Valério Costa Dias, 56, que iniciou a perseguição e a jovem Vitória Rodrigues, 19, mortos. Já o casal que estava no veículo atingido na traseira, vindo a colidir contra o ônibus e Zeni Dias, 55, esposa de Valério, ficaram feridos.

Publicidade