Utilidade Pública

Defesa Civil de Nilópolis dá dicas de como prevenir ataques de abelhas e marimbondos

Defesa Civil de Nilópolis dá dicas de como prevenir ataques de abelhas e marimbondos
Foto: Divulgação
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Nesta época do ano, o índice de ocorrências de ataques de abelhas e marimbondos costuma aumentar. As temperaturas altas, em torno dos 38º, vêm proporcionando a formação de ninhos de marimbondos e abelhas.

Apesar de só atacarem quando provocados, estes insetos podem ser perigosos para crianças e animais. Se a pessoa for alérgica, uma picada pode ser fatal. Por isso, todo cuidado é pouco ao lidar com colônias de marimbondos e abelhas em casa.

A Secretaria de Defesa Civil de Nilópolis, entre outras atribuições, atende também a solicitação de moradores para a remoção de colônias e colmeias. Mas é importante saber como lidar quando se tem a presença destes insetos.

Defesa Civil de Nilópolis dá dicas de como prevenir ataques de abelhas e marimbondos
Foto: Divulgação

De acordo com o secretário de Defesa Civil, Sinézio Perez Gonzales, é comum que haja notícias de ataque de abelhas no verão. “São enxames que se alojam em muros, árvores frutíferas ou até mesmo dentro das residências. O cidadão ao se deparar com esses insetos, saiba que a Defesa Civil, atua em Nilópolis na remoção de abelhas e marimbondos”, disse.

Sinézio esclarece ainda, que as abelhas são atraídas em função do néctar das flores como alimento. Na cidade, costumam coletar os resíduos de doces e refrigerante por isso é preciso realizar uma limpeza no local e manter o lixo sempre longe da vista delas.

O lado positivo, é que de um dia para o outro elas costumam ir embora para procurar um lugar que seja mais protegido. “De qualquer forma orientamos após avistar um enxame de abelhas, que se mantenha o máximo de distância e proteja seus animais de estimação. Conhecemos casos de animais que morreram por várias picadas”, disse.

Como proceder em caso de picadas de abelhas e marimbondos

Defesa Civil de Nilópolis dá dicas de como prevenir ataques de abelhas e marimbondos
Foto: Divulgação

Ao ser picado pelos insetos, lave a região atingida com água gelada.
Com a ajuda de uma pinça ou agulha remova o ferrão. Aplique gelo envolto por um pedaço de tecido no local da picada para diminuir o inchaço, por pelo menos 20 minutos. Também é possível aplicar uma pomada cicatrizante ou inflamatória para tratar da picada.

O local deve secar sem nenhum tipo de cobertura. Se a pessoa levou múltiplas picadas leve-a imediatamente ao atendimento médico.

Se a pessoa for alérgica?

Pessoas que tem alergia a abelhas ou marimbondos, a situação muda de figura. Ela deve ser levada imediatamente ao hospital para que os procedimentos de emergência sejam tomadas pela equipe médica.
Os primeiros sintomas de alergia são:
Inchaço dos tecidos da garganta, boca e rosto;
Respiração ofegante ou dificuldade para respirar;
Batimentos cardíacos acelerados;
Tontura;
Inquietação;
Urticária em outras áreas do corpo;
Queda repentina da pressão sanguínea.

Quem precisar do serviço de remoção de abelhas e marimbondos pode ligar para o número 199 ou 2691-0260. Antes da remoção, uma inspeção é feita no local de forma a diminuir o risco de ataques durante a retirada. É importante, que ao fazer a comunicação, forneça o endereço completo do local.

A Defesa Civil alerta para que as pessoas ao identificarem as colônias de marimbondos, não tentem fazer a retirada. Jamais devem atear fogo, pedra ou água. Apenas os agentes estão equipados para fazer a remoção com segurança.

Leitores Online

17 Leitores visualizando esta matéria

Publicidade

Publicidade