Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Centro Polícia

Procon fiscaliza filial da Casas Bahia em Nilópolis

CASAS BAHIA
Foto: Divulgação
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

O Procon Estadual, autarquia ligada à Secretaria de Estado de Governo e Relações Institucionais, realizou nesta segunda-feira (28) a primeira ação da Operação Retalho, que tem o objetivo de fiscalizar grandes lojas varejistas de eletrodomésticos. Os fiscais estiveram na filial da Casas Bahia em Nilópolis, que foi notificada por irregularidades constatadas pelos fiscais. Ela têm 15 dias para sanar os problemas encontrados.

Na Casas Bahia do Calçadão da Avenida Mirandela os funcionários não informavam sobre o turno da entrega (manhã, tarde ou noite) do produto comprado, diferente do que rege a Lei Estadual 3735 de 2001, onde o produto deve ser entregue em data e turno preestabelecidos no momento da compra.

Outra irregularidade encontrada na filial foi a informação do valor da parcela da venda a crédito em fonte e tamanho maior que a do valor do preço à vista, o que induz o consumidor em erro.

A Operação Retalho leva esse nome por ser chamado desta forma em Portugal o que leva no Brasil o nome de vendas a varejo – o comércio em pequenas partes, o que é o oposto do comércio realizado entre empresas, que é feito no atacado.

Balanço da Operação Retalho

Casas Bahia (Estr. Do Mirandela,121 a135 – Nilópolis): ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz da informação da entrega em dia e hora preestabelecida em local visível. Cartaz com valor da parcela da venda no credito em fonte em tamanho maior ao do valor do preço à vista.

Publicidade