Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Centro Saúde

Mulher dá a luz a quadrigêmeas em Nilópolis

GRÁVIDA
Meninas nasceram entre domingo e segunda-feira, através de partos normal e cesária. Foto: Arquivo pessoal
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

O sonho de muitas mulheres é ser mãe. Não foi diferente com a subgerente de telefonia Clemildes Cristina da Silva Santana, de 36 anos. Entretanto, a realização do desejo veio junto com muita surpresa e emoção: a descoberta de que estava grávida de quatro meninas.

Moradora do bairro Realengo, que fica na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro, Clemildes é casada com o pai das meninas, o motorista de ônibus, André Luiz de Medeiros, 47, há 15 anos. Porém, o homem fez vasectomia após o nascimento de três filhas, que hoje estão com 29, 25 e 21 anos, que são de outro relacionamento.

“Eu fiz vasectomia há 17 anos e não podia mais ter filhos. Porém, sempre foi o sonho de Cleo ficar grávida, então procuramos um tratamento, passei por uma cirurgia para coletar os espermatozoides e fizemos a inseminação artificial. Foram colocados três embriões para poder vingar, pelo menos, um. Fiquei preocupado dos três vingarem e até brinquei com o médico, mas ele disse que provavelmente ela teria apenas um deles”, contou o motorista.

Duas semanas após a inseminação, o desejo da família foi realizado. Cleo fez o exame de sangue e descobriu que estava grávida. Um mês depois foi fazer a primeira ultra e a felicidade se transformou em surpresa.

“Eu deixei a minha esposa na clínica e depois do exame ela me ligou apavorada, chorando muito e pedindo para que eu fosse buscá-la. Saí correndo, nervoso, achando que ela tinha perdido a criança. Cheguei lá e ela me contou que estava grávida de quatro bebês. Eu fiquei nervoso, porque só foram inseminados três espermatozoides. Ficamos apavorados”, explicou André.

O que aconteceu, apenas a medicina explica. Além dos três espermatozoides terem fecundado, um deles se multiplicou. Sendo assim, duas das meninas são gêmeas idênticas.

Mas a surpresa não parou por ai. Na 24ª semana de gestação (aproximadamente seis meses), a supervisora de telefonia entrou em trabalho de parto. As quatro meninas nasceram em dias diferentes: Isis, no domingo (3), com 800 gramas e 31 centímetros. Iris, na segunda (4), com 600 gramas e 30 centímetros. As duas primeiras foram partos normais. Ivy e Isa nasceram pouco depois de Iris, através de uma cesária, com 780 gramas e 32 centímetros; e 430 gramas e 26 centímetros, respectivamente.

“Na hora das meninas nascerem, as placentas ficaram misturadas, então nem os médicos sabem quais são as gêmeas que se multiplicaram. No início, foi assustador saber que quatro viriam, mas depois que aceitamos, não quisemos perder nenhuma. Estou muito feliz e em oração, pedindo a Deus que salve as meninas”, declarou o pai.

Cleo ficou internada no CTI da Maternidade Domingos Lourenço, no Centro de Nilópolis, pois teve um problema respiratório, mas já recebeu alta e foi para o quarto. Já as quatro meninas estão na UTI pré-natal do mesmo hospital, na incubadora para desenvolvimento.

Vaquinha online

Para ajudar na compra de fraldas e fórmula à base de leite, Cleo e André resolveram fazer uma vaquina online. Quem quiser colaborar, pode acessar o site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-as-quadrigemeas.

“Fizemos o enxoval e as pessoas ajudaram bastante. Mas a gente não comprou tudo ainda. A gente quer chegar ao valor de R$1,5 mil para que possamos comprar leite futuramente, pois a mãe não terá leite materno suficiente”, explicou André.

A história das quatro meninas também está sendo relatada através do Instagram: https://www.instagram.com/mamaedequadrigemeas/.

Fonte: O São Gonçalo

Publicidade