Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Centro Saúde

Nilópolis tem ‘Dia D’ de Prevenção a dengue, zika e chikungunya

COMBATE A DENGUE
Foto: Divulgação
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

A Prefeitura de Nilópolis, através da Secretaria de Saúde, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, realiza neste sábado (16) o “Dia D” de intensificação das ações de prevenção das doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti.

O evento “Atitude contra o Mosquito – Dia D de Prevenção a Dengue, Zika e Chikungunya será realizado no Calçadão da Avenida Mirandela, das 8h às 13h e busca alertar a população sobre os riscos das doenças e dar dicas de como eliminar os focos do vetor.

Realizada em todo o estado, a campanha pretende mostrar com exemplos práticos como o combate ao mosquito Aedes aegypti pode ser feito na rotina de cada um e, para ser efetivo, precisa da atitude de todos. Nas redes sociais, a mobilização será pela hashtag #atitudecontraomosquito.

O Aedes

O Aedes aegypti é doméstico, vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. Por isso, é importante o uso de telas em janelas e portas, mosquiteiros, roupas compridas, além de uso de repelente nas partes expostas do corpo, aumentado a área de proteção.

Sintomas e diagnóstico

A dengue apresenta febre alta e de início súbito e dores no corpo. A zika tem como principal característica as manchas vermelhas (exantema), que causam uma doença chamada febre da zika vírus, associada à febre baixa e dores pelo corpo. Já a chikungunya apresenta sintomas como febre alta e fortes dores nas articulações. O diagnóstico das doenças, na maior parte dos casos, é clínico, ou seja, é feito com base nos sinais e sintomas relatados e observados por profissionais de saúde que indicam o tratamento adequado para cada caso.

Além da mobilização, a Secretaria Municipal de Saúde sugere que a população dedique pelo menos 10 minutos por semana para analisar o seu quintal e tentar localizar possíveis criadouros do mosquito e assim contribuir para que a dengue permaneça com índices baixos no Município.

As principais dicas para evitar que o mosquito se prolifere e contamine mais pessoas são:

Guardar as garrafas sempre viradas para baixo;

Encher de areia ou terra os pratinhos que possam armazenar água;

Jogar no lixo qualquer objeto que possa acumular água;

Manter bem tampados baldes, tonéis, piscinas e caixas d’água;

Guardar pneus ao abrigo da chuva e da água.

Publicidade