Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Protestos interditam acesso à Nilópolis por Mesquita

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Os moradores de Nilópolis ou Mesquita que precisam atravessar a ponte sobre o Rio Sarapuí pelas ruas João Evangelista de Carvalho e Almirante Batista das Neves, respectivamente, estão tendo problemas desde a noite do último sábado (16).

Moradores da comunidade da Chatuba estão protestando contra a morte de Kauan, um menino de doze anos que foi baleado após confronto entre traficantes e a PM. Para chamar a atenção eles estão bloqueando a ponte com barricadas de paus, pneus e lixo em chamas. Desde a morte do garoto, já foram feitos dois protestos, o último aconteceu na tarde desta segunda-feira (18).

KAUÃ
Kauan morreu após ser atingido na troca de tiros. Foto: Reprodução da Internet

O clima está tendo na região e policiais militares do 20º BPM (Mesquita) reforçam a segurança na tentativa de impedir que os protestos continuem. Segundo informações, por conta da ameaça de incêndios, empresas de ônibus que circulam pela região estão modificando o itinerário de seus veículos, prejudicando os moradores de Nilópolis, Mesquita e Nova Iguaçu.

Segundo relatos da família, o adolescente tinha saído de casa para comprar um lanche. Em nota, a Polícia Militar informou que, por volta das 22h30 de sábado, PMs do 20º BPM estavam em patrulhamento pela rua Roldão Gonçalves com Magno de Carvalho, Boca do Arrastão, quando foram atacados por criminosos, “ocasionando um confronto sem feridos ou mortos”. Na mesma nota, a corporação diz: “Vale ressaltar que na retaguarda do confronto foi encontrado caído ao solo uma vítima de disparos de arma de fogo. O adolescente, 12 anos, foi socorrido ao Hospital Geral de Nova Iguaçu. Quanto aos marginais fugiram tomando rumo ignorado. Ocorrência na 53ª DP”.

Kauan deu entrada no hospital com um tiro no abdômen, um no pescoço e um na perna. A mãe do garoto confrontou as informações dadas pela polícia no boletim de ocorrência com a de moradores do local.

O corpo de Kauan, foi enterrado na tarde desta segunda-feira no cemitério de Olinda. A mãe do menino não conseguiu acompanhar o fechamento da cova porque desmaiou e foi embora carregada. Uma prima da vítima também passou mal após se desesperar.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...