Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Utilidade Pública

Barragem do Gericinó passa por vistoria conjunta entre agentes do Estado, Nilópolis e Mesquita

VISTORIA GERICINÓ
Foto: Divulgação
Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 98946-3738 e envie uma mensagem com o texto "NILÓPOLIS" e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Uma vistoria conjunta, envolvendo agentes das secretarias de Defesa Civil e Meio Ambiente de Nilópolis e da Defesa Civil de Mesquita e do Grupo de Trabalho (GT) de Segurança de Barragens, integrado por agentes da Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec), do Corpo de Bombeiros, do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro – Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), foi realizada nesta sexta-feira (05) na barragem de Gericinó.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A atividade é parte das ações integradas dos governos municipais e do Estado no sentido de aumentar a segurança na barragem. Os trabalhos foram divididos em três focos: adequação das estruturas e normas vigentes e revisão/elaboração de normativos; fiscalização; prevenção e resposta às emergências.

A visita também foi acompanhada de perto pela secretária de Meio Ambiente do município de Nilópolis, Martha Chambarelli de Novaes e contou ainda com o auxílio de um drone operado por agentes da Coordenadoria de Veículos Aéreos Não-Tripulados (Covant) do Corpo de Bombeiros.

Sem riscos

De acordo com o INEA, em Inspeção de Segurança Regular (ISR), realizada em dezembro de 2018, não detectou anomalias que afetem potencialmente as condições de segurança e de operação da barragem, e também o seu estado de conservação, afastando assim o risco de rompimento. O órgão cita ainda que as comportas estão inoperantes há pelo menos quatro anos e o esforço do órgão é realizar os reparos ainda neste ano, de forma que a barragem volte a cumprir o seu papel de evitar alagamentos nos municípios de Mesquita e Nilópolis.

Publicidade