Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Qual a placa do caminhão?

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O vice sofreu mais um atropelo no brasileirinho. O algoz dessa vez foi o time do Pelé. Completamente dominado, o jogo ganhou contornos de pesadelo. O interino Vai em Paz insistiu em uma esquema de três zagueiros, que
como sabemos, requer muito treinamento, para quem sabe dar certo. Procurar a saída mais difícil, não é o que o Vasco precisa para sair dessa. No segundo tempo, a tentativa de mudar o esquema e a melhora é prova de que a equipe segue sem comando.

A triste realidade é que a Sardinha poderia ter feito mais. A começar pelo goleiro Sidão, que teve culpa em uns dos gols, resolveu ligar o modo muralha. Cometeu muitos erros na saída de bola.  A esperança fica por conta do acerto com Luxemburgo para o comando técnico. Certamente, há muito trabalho a fazer… Muito mesmo..

Precisava disso?

Após o empate em 0 x 0 com o Peñarol, o time mulambo conseguiu a inédita classificação em primeiro lugar no seu grupo. Finalmente, o técnico praga escalou cada jogador em sua posição. No entanto, foram mais de cinco chances claras perdidas. O lateral roraima, que não sabe cruzar uma bola, conseguiu uma expulsão em um lance sem chance de perigo. O que seguiu foi um abafa e pressão para deixar qualquer flamenguista desesperado.

O clube joga pelo terceiro ano consecutivo o maior torneio do continente. O elenco de jogadores é quase o mesmo. Como acreditar, se a sensação é sempre que eles vão entregar a paçoca a qualquer momento. O jogo acabou em confusão, mas o milagre veio… até quando?

E no campeonato Brasileiro? Em um dia ensolarado, dedicado a todas as mães, a equipe encarou a Chapecoense pela terceira rodada do torneio. Mesmo Recheado de reservas, não deu mole. Venceu o adversário por 2 x 1. Gols marcados por Vitão e Lincoln, com Goma descontando nos acréscimos. O destaque negativo ficou pelo pênalti desperdiçado pelo surfista platinado, que saiu vaiado quando substituído. Impressionante como a massa flamenguista marcou sua presença. Em um jogo desinteressante, repito, no Dia das Mães, com Ruim de ver em campo e Márcio Bruto como adversário e sol forte. Um público de mais de 60.000 pessoas. A triste conclusão que fica é de que o futebol tupiniquim é muito mal organizado e pensado. Ele poderia ser um produto muito mais rentável e de qualidade em todos os sentidos, com a presença de dirigentes qualificados para tratar o esporte como ele merece.

Clássico sem conclusões

De um lado, o foguinho com duas vitórias. Do outro, o Memense veio fortalecido com uma vitória épica no sul. No encontro entre as equipes na arena maracanã, tivemos um flor superior. Manteve seu estilo com muita posse de bola e maior número de finalizações.

Esse é grande linha proposta pelo tricolor na batuta de Fernando Diz Aí. A proposta seguida por Sr.Barriga, do time senta e chora, é muito mais pragmática. Embora viesse mostrando um estilo de manutenção de bola em outras ocasiões, dessa vez abriu mão disso. Através de um contra-ataque venceu a partida e chegou a terceira vitória seguida. É certo que jogar por uma bola pode ser pequeno, mas é a realidade de sua equipe.

O clássico não prova nada. Explico: os chorões venceram três partidas na cidade perigosa; já o Memense, conta
com uma equipe muito jovem, por isso oscilar faz parte desse pacote. O destino dirá o futuro de ambos na competição.

FERNANDO MACIEL
Fernando Maciel. Foto: Divulgação
Eu sou o Fernando, Youtuber, membro fundador do Canal eamigo, jornalista(segundo o STF), colunista do nilopolisonline.com.br, nerd demais, já vi vingadores ultimato e não revelei spoilers acima.  Espero você no meu instagram @fernandoemaciel. Encontre-me no canal eamigo www.youtube.com/channel/UCM9e1ltiyd2GYE5FpzBn2Aw. E o mais importante, DEIXE SUA OPINIÃO!
você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais