Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Carnaval

Mudança no regulamento faz Beija-Flor de Nilópolis cancelar festa

BEIJA-FLOR 2019
Foto: Reprodução da Internet
Clique AQUI e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Insatisfeita com a mudança no regulamento que que manteve a Imperatriz Leopoldinense no Grupo Especial do Carnaval carioca, o G.R.E.S. Beija-Flor de Nilópolis anunciou na madrugada desta segunda-feira (03) o cancelamento da festa de lançamento de seu enredo, que aconteceria no dia 9 de junho.

Mudança no regulamento faz Beija-Flor de Nilópolis cancelar festa 4

A azul e branco foi uma das cinco agremiações que se posicionaram contra o cancelamento do rebaixamento da Imperatriz Leopoldinense, que agora permanecerá na elite da festa. Além do cancelamento do evento, a “virada de mesa” também provocou a renúncia do presidente da Liesa, Jorge Castanheira. O placar foi de oito escolas favoráveis à mudança no resultado e cinco contra (somam-se à Beija-Flor: Portela, Mangueira, Vila Isabel e Viradouro).

Ao Jornal O GLOBO, Gabriel David, dirigente da Beija-Flor e filho do patrono Anísio Abrahão David, disse que pretende se reunir com as outras quatro escolas (Portela, Mangueira, Vila Isabel e Viradouro) que também se manifestaram contra a permanência da Imperatriz.

— Foi a pior decisão a ser tomada neste momento. O Carnaval vem precisando de transparência e de modelos de gestão melhores. Nem eu e nem meu pai fomos favoráveis a isso e agora vamos sentar para conversar com as outras escolas que não concordaram e ver o que pode ser feito pelo futuro do carnaval — explicou David.

Crítico frequente de Jorge Castanheira, a quem creditava os principais erros que, segundo ele, têm prejudicado a administração da Liesa nos últimos anos, Gabriel David elogiou a renúncia como um ato de coragem.

— O Jorginho foi muito homem, no sentido mais profundo da palavra. Foi uma pessoa íntegra e mostrou o caráter que ele tem ao renunciar. Com todos os defeitos que ele possa ter e que eu tenha destacado, apesar disso, ele se mostrou muito homem — defendeu o conselheiro da Beija-Flor.

Publicidade