Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Carnaval

Nilópolis pode ficar sem representante no Carnaval carioca

BEIJA-FLOR 2019
Foto: Reprodução da Internet
Clique AQUI e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

O G.R.E.S. Beija-flor de Nilópolis fez nesta segunda-feira (10) o lançamento do enredo “Se essa rua fosse minha”. Mas, insatisfeita com a virada de mesa que manteve a Imperatriz Leopoldinense no Grupo Especial, a agremiação nilopolitana ameaça não desfilar no Carnaval do ano que vem. “Mantivemos o lançamento na esperança de que a decisão seja modificada”, afirmou o carnavalesco Alexandre Louzada.

CARNAVALESCOS BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS
Carnavalescos Cid Carvalho e Alexandre Louzada apresentam enredo para o Carnaval de 2020, mas agremiação ainda espera um desfecho. Foto: Eduardo Hollanda/ Divulgação Beija-flor

Mesmo acenando com uma possível desistência do desfile no Carnaval carioca, a Beija-flor de Nilópolis resolveu tocar o Carnaval 2020 e apresentou seu enredo aos compositores e à imprensa num evento discreto. Bem menor do que a apresentação que estava planejada para o sábado (09) e foi cancelada em repúdio à decisão. Segundo os carnavalescos, a entrega da sinopse só foi realizada para não atrasar o cronograma. “Nós acreditamos no carnaval. Se não fizermos agora o lançamento do enredo, os compositores terão tempo hábil para apresentar suas criações”, afirmou Alexandre Louzada, que divide o projeto do Carnaval 2020 com Cid Carvalho.

O dirigente da escola de Nilópolis e filho do patrono Anísio Abrahão David tem dito que pretende conversar com outros dirigentes que foram contra a medida para buscar uma solução.

Em 2020, a Beija-flor vai falar sobre a jornada épica da humanidade. Se realmente pisar na Marquês de Sapucaí, ela vai levar um cortejo de andarilhos, peregrinos e viajantes que ajudaram a construir a história das civilizações. A promessa é “ladrilhar com pedrinhas de brilhantes para a Deusa da passarela Passar.” Mas o caminho até a Apoteose ainda é de muita incerteza para as 13 agremiações do Carnaval do Rio de Janeiro.

Publicidade