Esportes

PROCON Nilópolis consegue parceria para ajudar Atleta Nilopolitana

PROCON Nilópolis consegue parceria para ajudar Atleta Nilopolitana 13
Foto: Divulgação.
Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou pelo Telegram CLIQUE AQUI

Como resultado na busca de apoio para a atleta nilopolitana Larissa Mendes, que hoje ocupa o 4º lugar no ranking nacional de Jiu-jitsu, o CNA – Curso de Línguas, filial Nilópolis, ao ser contato pelo Superintendente do Procon, Luis Fabiano, deu início a uma nova fase na vida da atleta.

Imediatamente, o diretor comercial Acácio Manta da Costa e Roberta Lopez Duarte, fizeram contato com os proprietários da empresa que, imediatamente e gentilmente, disponibilizaram uma bolsa de estudos para que Larissa tenha conhecimentos da língua inglesa, já que está habilitada a disputar dois campeonatos internacionais, inclusive o Pan Americano, ano que vem. Faixa roxa na arte suave (jiu-jitsu) a menina possui capacidade suficiente para liderar o ranking nacional e ser campeã mundial, alega o Dr. Luis Fabiano.

Perguntado sobre como aconteceu, o Superintendente respondeu: – Quando o Acácio me recebeu, eu não o conhecia, tinha plena ciência da capacidade do curso, porque meu filho estudou lá durante 06 anos e hoje fala inglês fluentemente e devo isso ao investimento que fiz com eles. Aliás, eu não conhecia nem a Larissa. Vi uma reportagem no Nilópolis Online e falta de expectativa da atleta era tamanha. Imediatamente, fiz contato com os responsáveis da época e me chamou a atenção que ela vende bolo de pote com um único objetivo: Treinar e competir. Desse dia em diante me propus a fazer contato com algumas empresas, como instituição mesmo, articulando uma possível ajuda. Dias depois do início da jornada, fiz contato com a Atleta, já que disponibilizada a ajuda, o papel do PROCON se encerra deixando as partes livres.

Temos algumas empresas em tratativas. Nesse momento Larissa Mendes ainda NECESSITA de passagens aéreas para disputar esses dois campeonatos internacionais. UM nos Estados Unidos e outro em Portugal. O curioso é que o mais difícil ela conseguiu sozinha vendendo bolo de pote. O mais fácil, que deveria até ser patrocinado pelo Brasil, já que ela será representante do País, nós não conseguimos ainda. Mas vamos falar de coisas boas. O Curso de Idiomas – CNA concedeu a bolsa e a atleta vai aprender a falar inglês, facilitando sua vida em competições internacionais, que com a Graça de Deus serão muitas, afirma Luis Fabiano.

Lembrando ainda que patrocínios esportivos tem legislação própria e há casos de isenções e/ou compensações tributárias, nos moldes da lei n.º 11.438/2006.

Aqueles que quiserem ajudar podem entrar em contato com o Nilópolis Online ou Procon Nilópolis, as terças e quintas pela manhã ou enviando e-mail: [email protected].

Publicidade