Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Geral

Agentes de trânsito de Nilópolis vão a Brasília para cobrar direitos por falta de plano de carreira

Agentes de trânsito de Nilópolis vão a Brasília para cobrar direitos por falta de plano de carreira 4
Foto: Reprodução da Internet.
Clique AQUI e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

No início desta semana, 4 agentes de trânsito do município de Nilópolis decidiram ir a Brasília para cobrar mais direitos a categoria em uma alternativa de criar melhores condições de trabalho para a categoria no Município.

De acordo com eles, o objetivo é se juntar aos demais agentes de trânsito de outros municípios do país para cobrar o plano de carreira nacional para a categoria e a inclusão dos mesmos no projeto de lei que vai definir novas regras para a posse de armas (PL3273/19).

O Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) é o instrumento que determina a carreira dos servidores, que cria regras para a valorização, o que incentiva um bom trabalho pelos servidores, garantindo evolução funcional, abonos para quem se qualifica entre outras coisas. Apesar de ser fundamental, existem municípios que não criaram suas respectivas os PCCS para, além do que foi dito acima, definir os salários de acordo com cargo, a formação e as respectivas responsabilidades.

Agente expõe falta de recursos

Em um outro momento, os agentes estavam conversando a respeito de salários e benefícios. Entre eles estavam servidores de municípios de outras regiões do Brasil que revelaram quais os seus salários e seus respetivos benefícios. Porém quando foi a vez do agente de Nilópolis, todos ficaram sem reação quando o servidor revelou que o cargo de Agente de Trânsito em Nilópolis ganha apenas R$998, ou seja, um salário mínimo.

Mesmo um cargo de nível médio que exige habilitação, trabalha por escala e que precisa ter conhecimentos de legislação de trânsito recebe apenas o salário base(R$998). Benefícios como vale transporte, abono por qualificação, auxílio saúde e pagamento de hora extra não existem no município e que ainda recebem um desconto previdenciário de 11%, cerca de R$117 reais, que resulta em vencimentos líquidos de R$ 881,00 reais .

Publicidade