Centro Poder Executivo

Fake News: Falsa denúncia faz Procon Nilópolis mobilizar equipe

PROCON
Foto: Divulgação
Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou pelo Telegram CLIQUE AQUI

O mau uso da internet continua a prejudicar o bom andamento dos serviços públicos em Nilópolis. Na semana passada a equipe do Procon Nilópolis esteve visitando o PetShop Recanto Animal, localizado no Centro de Nilópolis.

A visita foi motivada por uma denúncia feita publicamente por Fernanda Tavares em seu perfil no Facebook. Diante da repercussão do fato, a equipe coordenada pelo superintendente do Procon Municipal, Dr. Luis Fabiano, compareceu ao estabelecimento e não confirmou as denúncias.

“A transparência é sempre necessária ao bem estar da população. O estabelecimento, após notificado, apresentou a documentação e não reconhece os fatos alegados. Inexistindo maiores complexidades, sem apurar os fatos de maneira inequívoca, não seria justo a punição”, disse o superintendente, deixando claro que as denúncias não eram verídicas.

DENÚNCIA
A denúncia não foi comprovada. Reprodução do Facebook

 

Ainda de acordo com o superintendente, foi constatado ainda que não havia nenhum registro no Livro de Reclamações do Procon, que é o instrumento hábil ao registro imediato dos fatos. “O estabelecimento é obrigado a nos comunicar em 30 dias quando há qualquer registro e em seguida apuramos junto ao Consumidor os fatos”, explicou salientando que os proprietários estão constantemente na loja.

Cabe ainda salientar, que a equipe do Procon tentou, por diversas vezes, entrar em contato com a suposta denunciante, porém sem sucesso.

Lamentavelmente o uso do Facebook foi mais uma vez feito de forma errada, pois qualquer denúncia contra estabelecimentos comerciais em Nilópolis pode ser feito diretamente no Procon Municipal, que funciona na Rua Pedro Álvares Cabral, 305/Térreo, Centro, na sede da Prefeitura Municipal. E atende de segunda a sexta, das 9h às 17h. Para dar entrada em uma reclamação, basta comparecer ao atendimento munido de documentação que comprove o dano provocado.

Publicidade