Polícia

Roubos de bicicletas assustam moradores de Nilópolis

BICICLETA ROUBADO
Washington teve a sua "magrela" furtada. Foto: Enviada pelo Leitor
Clique aqui e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Uma bicicleta não custa barato. Andar de magrela por aí pode ser um ótimo passeio, um exercício físico completo ou se transformar em uma dor de cabeça. Uma das preocupações que cresce junto com o uso desse meio de transporte na região é a possibilidade de furtos e roubos.

Washington foi uma das vítimas. No último dia 19 de outubro ele deixou a sua bicicleta “estacionada” em frente à agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Rua Roberto da Silveira, no Centro de Nilópolis. “Cheguei na agência por volta de 8h e deixei a bicicleta presa na grade e quando sai da agência ela não estava mais lá”, lamentou o morador.

Facilidade de revenda

Com certeza a bicicleta de Washington já deve estar em outras mãos. De acordo com as autoridades, os bandidos têm roubado muitas bicicletas, principalmente, pela facilidade de revender as peças. Ao contrários dos carros, onde existe uma burocracia de documentos, para comprar bicicletas roubadas é extremamente fácil. Talvez por conta disso as vítimas não façam o registro na delegacia.

“Tive minha bicicleta roubada quando fui ao supermercado no bairro Nossa Senhora de Fátima. Estava com pressa e não a coloquei no estacionamento, onde há um bicicletário. Cortaram a corrente e conseguiram roubar a minha “magrela”. Infelizmente fiquei no prejuízo”, disse André Luiz.

Falta de Bicicletários

Diferente do caso relatado pelo André Luiz, a maioria das bicicletas são roubadas ou furtadas em locais onde não há bicicletários. Muitas vezes as bicicletas acabam sendo furtadas quando as pessoas as deixam em locais desprovidos de segurança. Como em Nilópolis, praticamente não existem bicicletários seguros, isso ocorre com grande frequência.

Desse jeito fica difícil de incentivar o uso da bicicleta…

Publicidade







WhatsApp chat