Centro Utilidade Pública

Idosos são alvos de ação realizada em Nilópolis

AÇÃO IDOSOS
Foto: Divulgação
Clique aqui e receba, com exclusividade, as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet.

Fechando o mês em que se comemora o Dia Internacional do Idoso foi realizado, ontem, quinta-feira, dia 31, no Calçadão de Nilópolis, um evento com ações voltadas para a melhor idade. A Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da superintendência do Direito dos Idosos, organizou a atividade com diferentes tipos de serviços, atendendo a centenas de idosos que passaram pelo local.

Foram oferecidos a todos os seguintes serviços: aferição de pressão arterial e glicose, vacinas para a febre amarela, antitetânica e hepatite B além de encaminhamento para o Bolsa Família, por meio da secretaria de Desenvolvimento Social e atendimento social com a psicóloga Tarcylla Gabrielle.

A secretaria municipal de Saúde, através do programa Paismca, ofertou 50 vagas para mastologista, exames de mamografia e preventivo, além disso, ofereceu orientações sobre planejamento familiar e combate a sífilis. Outros programas também estiveram presentes, como tabagismo e controle de vetores.

Foram oferecidas também bolsas de estudos para a maturidade, com 40% para cursos graduação e, 70% para cursos livres, assim como orientações para beleza com maquiagem, depilação, manicure, pedicure, designer de sobrancelha e cabeleireiro. A OAB também esteve presente e prestou orientações sobre seus direitos e contra a violência a idosos.

ELIAS ALVES
O superintendente dos Direitos do Idoso, Elias Alves. Foto: Divulgação

 

O superintendente do Direito dos Idosos, Elias Alves, destacou que os serviços para a terceira idade permanecerão. “Estamos encerrando essa caminhada de atividades do mês de outubro, mas o trabalho continua. O nosso trabalho da superintendência é garantir a qualidade de vida e informações fundamentais de direitos para os idosos”, disse.

O município conta hoje com seis Centros de Referência de Assistência Social (Cras), que têm como objetivo o acompanhamento sócio assistencial de famílias em um determinado território, visando potencializar a família como referência, favorecer o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, contribuir para o processo de emancipação social das famílias e atuar de forma preventiva, evitando que as famílias tenham seus direitos violados.

Está na lei 10.741/2003 que abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde, entidades de longa permanência ou congêneres, ou não prover suas necessidades básicas, quando obrigado por lei ou mandado, poder dar até 3 anos de detenção. A Secretaria de Desenvolvimento Social atende na Rua Pedro Álvares Cabral, 305/térreo, centro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, é possível fazer reclamações e se orientar sobre os serviços destinados à melhor idade também pelo telefone: 3039-3629.

Publicidade