Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Juiz Federal Nilopolitano recebe medalha Tiradentes e título de benemérito do estado na ALERJ

O juiz federal Marcelo Bretas foi duplamente homenageado na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta quinta-feira (14/11). O magistrado, além de ser condecorado com a maior honraria da Casa, a Medalha Tiradentes, recebeu o título de Benemérito do Estado do Rio. A solenidade está marcada para começar às 10h, no Plenário do Palácio Tiradentes.

Marcelo da Costa Bretas é o juiz titular da  7° Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro desde 2015. O magistrado ganhou notoriedade ao julgar casos relacionados à Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro e por ter condenado o ex-presidente Michel Temer, o ex-governador Sérgio Cabral,  além de diversos outros políticos aliados.

Bretas nasceu em Nilópolis, e passou parte da infância em Queimados. Trabalhou com os pais em uma loja de bijuterias no Saara, o mercado popular no centro do Rio. Ele se formou em Direito em 1994 pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde conheceu, aos 19 anos, sua esposa, a também juíza federal Simone de Fátima Diniz Bretas, com que tem dois filhos. As informações constam nos projetos de de resolução das deputadas Alana Passos (PSL) e Rosane Felix (PSD), responsáveis pelas homenagens feitas ao magistrado.

Segundo o regimento interno da Alerj, o título de Benemérito do estado do Rio de Janeiro poderá ser concedido a personalidades nacionais ou estrangeiras, entre outros motivos, que “concorrem, decisivamente, para o desenvolvimento econômico, científico, artístico, cultural ou desportivo do Rio” e “para a fundação ou manutenção de instituições julgadas de utilidade pública e que prestem serviços gratuitos à população”.

Com informações do Jornal Extra
você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: