Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Nilópolis pode ganhar escola cívico-militar

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O deputado estadual, Rodrigo Amorim, encaminhou indicação legislativa ao Governo do Estado solicitando autorização para implantação de uma escola cívico militar no município. A proposta foi apresentada pelo empresário nilopolitano Leandro Hungria.

A unidade seria implantada no espaço onde hoje funciona o Colégio Estadual Professor Mário Campos, no bairro Nossa Senhora de Fátima. Se for aprovada pelo governador, Wilson Witzel, a iniciativa permitirá que os alunos estudem em horário integral e participem também de atividades com foco no afastamento dos jovens da criminalidade e das drogas.

“Todos nós sabemos que essa experiência tem sido extremamente eficaz no combate à violência e o assédio contra nossos jovens e por isso quero ajudar a trazer para Nilópolis mais este grande projeto do Governo do Estado”, disse o empresário, Leandro Hungria.

Este novo projeto foi lançado recentemente pelo governo federal e o modelo cívico-militar é diferente das escolas militares mantidas pelas Forças Armadas, já que as secretarias estaduais de educação são responsáveis pelos currículos escolares e cabe aos militares a atuação como monitores na gestão educacional.

PROPOSTA

População apoia

Nas ruas a proposta foi bem recebida pela população. Fábio Luiz acredita que a proposta irá ajudar na formação dos alunos:

“Estudei em escola pública e agora meu filho também estuda e vejo que há uma grande dificuldade em manter a disciplina, torço para que esse modelo seja ampliado e Nilópolis receba uma escola assim”, disse ele.

Já a professora Jurema Ferreira, acredita que a parceria com os militares trará benefícios para as comunidades no entorno:

“Sabemos que os nossos jovens hoje são fortemente aliciados para integrar a criminalidade e tendo um colégio onde os militares estejam, acaba reprimindo a ação dos criminosos nas comunidades próximas. Mas é preciso que funcione de verdade”, torce.

Ainda não há um prazo para que a proposta seja analisada pelo Governo do Estado, mas o deputado Rodrigo Amorim garante que fará o possível para que a medida seja aprovada.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...