Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Corrente de solidariedade resgata cãozinho abandonado em Nilópolis

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

No mundo ideal, os apaixonados por cães acolheriam todos os bichinhos que encontrassem abandonados pelas ruas, certo? Mas infelizmente, em alguns casos, isso não é possível. Seja por questões financeiras, falta de espaço, etc.

Mas uma corrente de solidariedade conseguiu unir aqueles que passam por esta situação e se indignaram ao ver um cãozinho abandonado à própria sorte e sofrendo com a crueldade de algumas pessoas. Aline Franco é um desses “anjos” que mesmo sem ter condições de acolher todos os bichinhos abandonados, buscam achar uma solução para ajudar.

NILO RESGATADO
O cãozinho no momento do resgate. Foto: Via Whatsapp

 

Foi Aline quem usou a internet e publicou a foto do cãozinho que passava fome e frio sob o Viaduto Marcel Luís Sette Fortes de Almeida, no bairro Frigorífico, em Nilópolis. Imediatamente uma corrente de solidariedade se formou, alguns cobrando providências do poder público, outras apenas indignando-se com a crueldade humana e outros se uniram para tentar ajudar efetivamente. Foi justamente o que fizeram Leandro Hungria, Jaqueline e a própria Aline.

As duas fizeram o resgate e retiraram o cãozinho da chuva e levaram para a casa do empresário, que providenciou um local abrigado no estacionamento do condomínio onde mora. Lá “Nilo” recebeu alimentação e água em abundância, bem diferente do tempo em que passou sob o viaduto.

CACHORRO ABANDONADO
O cão no local em que foi abandonado. Foto: Via Whatsapp

 

Assim como começamos a nossa matéria, o trio da solidariedade também não podia ficar com o cachorro. Mas o amor pelos animais foi mais forte e conseguiram um abrigo para o animal. A ONG Casa dos Anjos, localizada em Macaé acolheu o “Nilo” e já está providenciando exames e o tratamento necessário para cuidar de sua saúde. “Leandro foi incrível, ele foi a esperança no fim do túnel, pois eu não tinha conseguido ninguém para acolher o cachorro, ninguém queria”, disse Aline.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para Leandro Hungria, o ato de ajudar não tem preço. “Não tinha como não tentar fazer algo. O cachorrinho estava lá, sujo e muito magro. Dava pra ver que ele passava fome, foi deixado em um lugar totalmente ermo, e mesmo aqueles que passaram por ali não deram bola. Fiz o possível e agora ele está em um lugar onde esta recebendo carinho”, contou o empresário.

A Casa dos Anjos foi criada em 2012 numa iniciativa individual de sua fundadora, Thaís Fagundes, após anos de dedicação à proteção animal com atuação em diversos grupos de proteção na cidade Macaé. O local conta atualmente com 230 cães e 401 gatos, todos vítimas de abandono ou da crueldade humana, que consomem 280kg de ração por dia.

Para dar conta dos gastos, que chegam a R$ 46 mil mensais, a casa vive da solidariedade de quem ajuda com doações em dinheiro ou de materiais e rações. Para ajudar basta acessar www.facebook.com/casadosanjosmacae/ ou doar através das contas abaixo:

você pode gostar também
Comentários
Carregando...