Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Novo presidente do Uruguai apresenta ministros

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O presidente eleito do Uruguai, Luis Lacalle Pou, apresentou na manhã de hoje (16), os nomes de seus futuros ministros. A posse será no dia 1º de março de 2020, mas os escolhidos darão expediente a partir de amanhã (17), início do governo de transição.

“Faltam 76 dias para o governo assumir, e é com grande prazer, após dias de trabalho e negociação política com os partidos que fazem parte da coalizão governamental, apresentamos este grupo de homens e mulheres que integrarão o gabinete a partir de 1º de março “, disse Lacalle Pou, ao anunciar os nomes.

O presidente eleito teve de contemplar os aliados na distribuição dos cargos de seu governo. Sete políticos e seis técnicos cuidarão das pastas a partir de 1º de março. Sete ministérios ficarão com os blancos, do Partido Nacional (PN); três ministérios serão ocupados por representantes do Partido Colorado (PC); dois por membros do Cabildo Aberto (CA) e um ficará com o Partido Independente (PI).

Lacalle Pou construiu, após as eleições em primeiro turno, um governo de coalizão “multicolorido”. Isso porque ele, que é do Partido Nacional, de centro-direita, aliou-se aos candidatos à Presidência pelos partidos Colorado e Cabildo Aberto. O “multicor” da coalizão se dá devido às cores das bandeiras dos partidos aliados.

Lacalle Pou havia ficado em segundo lugar na disputa em primeiro turno nas eleições uruguaias, mas conseguiu virar o jogo e vencer Daniel Martínez após ter se aliado a Ernesto Talvi e Guido Manini Ríos, terceiro e quarto colocados na disputa presidencial.

Gabinete

“Esse gabinete tem algumas peculiaridades, basicamente a interação de homens e mulheres de diferentes partidos políticos, da capital e do interior, e, afinal, um gabinete comprometido com todo o país”, disse Lacalle Pou.

O novo presidente disse ainda estar convencido de que fará um governo de ação, e ressaltou que esteve conversando com seus futuros ministros sobre sonhos e como realizá-los.

A partir de amanhã (17) começará o governo de transição com reuniões entre ministros, secretários e diretores. Até fevereiro de 2020, serão divulgados os resultados de auditorias que estão sendo realizadas em todos os órgãos do governo. De acordo com Lacalle Pou, após esses resultados, a população será informada sobre as mudanças que ocorrerão em cada pasta.

Nomes

Azucena Arbeleche chefiará o Ministério da Economia e Finanças; Jorge Larrañaga, o Ministério do Interior; Javier García, a Defesa; Luis Alberto Heber, os Transportes e Obras Públicas; Pablo da Silveira, a Educação e Cultura; Pablo Bartol, o Desenvolvimento Social; Pablo Mieres, o Trabalho; Carlos María Uriarte, o Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca; Omar Paganini, a Indústria, Ernergia e Mineração; Ernesto Talvi ficará com o Ministério das Relações Exteriores; Daniel Salinas, a Saúde Pública; Germán Cardoso, o Turismo; e Irene Moreira, o Ministério de Ordenamento Territorial e Meio Ambiente.

A pouca representatividade feminina no governo de Lacalle Pou – apenas duas ministras – é motivo de críticas por parte da imprensa uruguaia.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...