Transportes

Trens retirados por falha voltam a circular nos ramais da SuperVia

TREM SUPERVIA
Foto: Reprodução da Internet
Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou pelo Telegram CLIQUE AQUI

Os 40 trens retirados da frota da SuperVia por conta de falhas técnicas, em novembro de 2019, voltaram a circular nesta segunda-feira (13). A previsão era que a volta aconteceria somente na próxima semana, porém os passageiros já podem perceber a normalização dos intervalos nos ramais.

De acordo com a concessionária, os trens fabricados pela CRRC (consórcio chinês) e comprados pelo Estado do Rio de Janeiro e incluídos na operação entre 2014 e 2016, apresentaram problemas de projetos, em especial na caixa de tração (engrenagem que transmite energia do motor para eixo e rodas) e os responsáveis comunicados. A detecção dos problemas ocorreu em setembro de 2016. Desde então o fabricante iniciou o processo de análise técnica, identificando a necessidade de substituição do tipo de peça.

Ainda de acordo com a Supervia, desde novembro de 2018, um recall foi feito pela fabricante até que em junho de 2019, em vistorias, novas falhas foram identificadas e a CRRC, então, suspendeu o retrabalho malsucedido até que encontre uma nova medida para solução. Até lá os trens ficarão parados.

Por estar ainda em período de garantia, a manutenção das referidas caixas de tração é responsabilidade do Consórcio CRRC, de acordo com contrato firmado entre os chineses e o Estado.

Compensação

No dia 7 de janeiro, um acordo entre a Defensoria Pública do Rio (DPE-RJ), Supervia e o Governo do Estado distribuiu mais de 130 mil bilhetes a passageiros prejudicados com a retirada de circulação de 40 trens chineses. A medida está prevista em acordo assinado pela Defensoria com a concessionária.

A distribuição ocorre nas principais estações, inclusive a de Nilópolis. Cada passageiro recebe dois bilhetes conforme definido pela Supervia, o que garante uma viagem de ida e volta para os usuários do serviço. Segundo informou a Supervia, os bilhetes em papel moeda deverão ser trocados por bilhetes eletrônicos nas bilheterias e utilizados até o dia 31 de janeiro, em todo o sistema ferroviário.

Intervalo

Ramal Deodoro

Trens paradores – intervalo médio de 8 minutos

Trens expressos – intervalo médio de 5 minutos

Ramal Santa Cruz

Santa Cruz a Benjamim do Monte – intervalo médio de 16 minutos

Campo Grande a Central do Brasil – intervalo médio de 8 minutos

Das 10h às 15h, haverá manutenção em cabos da rede aérea entre Realengo e Bangu, sem alteração na circulação dos trens.

Ramal Japeri

Japeri a Engenheiro Pedreira – intervalo médio de 16 minutos

Queimados a Comendador Soares – intervalo médio de 10 minutos

Nova Iguaçu a Central do Brasil – intervalo médio de 8 minutos

Das 10h às 15h, haverá manutenção nos cabos da rede aérea entre Engenheiro Pedreira e Japeri, sem alteração na circulação dos trens.

Ramal Belford Roxo

Intervalo médio de 15 minutos

Das 10h às 15h, haverá limpeza da via entre Agostinho Porto e Belford Roxo.

Ramal Saracuruna

Central a Gramacho – intervalo de 10 minutos

Gramacho a Saracuruna – intervalo de 20 minutos