Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Publicidade

Coronavírus: Procon Nilópolis fiscaliza bancos e orienta sobre mensalidades escolares

Desde o início da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o Procon Nilópolis tem intensificado sua atuação no sentido de prevenir, orientar e fiscalizar. Com as sérias alterações no cotidiano, provocadas por medidas que visam o isolamento social,  empresas tiveram que ser fechadas e com isso houve alterações de agendas e fatalmente, alguns compromissos podem não ser cumpridos. Tudo isso está provocando uma enxurrada de dúvidas na população.

De acordo com o superintendente, Dr. Luis Fabiano, no âmbito municipal o Procon tem se esforçado para auxiliar as pessoas a ficarem em casa:

“Isso no momento é imprescindível e não é uma exclusividade de Nilópolis e muito menos só o Brasil. Até o momento dessa matéria já morreram 43,5 mil pessoas no mundo vítimas do vírus. Por isso a necessidade de isolamento como ação de cautela. Nos últimos dias, apesar de adotar medidas protetivas, os servidores do Procon têm acompanhado os mercados e a implantação de delivery; a criação de grupos de motofretistas que auxiliam no vai e vem de produtos; os preços nos estabelecimentos, autuando alguns e investigando as altas dos fretes de produtos que vem de fora e acabam comprometendo a cadeia de consumo e isso já está além do alcool em gel”, explicou Fabiano.

Bancos

Recentemente os bancos implementaram novas diretrizes e buscam orientar os clientes a manterem a distância mínima entre elas:

“Visitamos algumas agências bancárias com o consumidor oculto. Infelizmente observamos que a população não colabora e não respeita a orientação dos funcionários de manterem a distância minima antes de entrar nas agências. Do lado de dentro, as instituições conseguem fazer esse controle. Nesse momento de crise, o Procon segue orientando que os clientes devem evitar ir aos bancos e buscar soluções alternativa, como o pagamento através do cartão de débito, o uso das centrais de atendimento por telefone, canais digitais e outros meios que os bancos oferecem”, pede o superintendente.

Luis relata que apenas o Banco do Brasil está apresentando problemas em seu atendimento:

“O Banco do Brasil, enfrenta problemas de pessoal em quarentena, mas assim como dos demais bancos, possui canais digitais e uma grande oferta de caixas eletrônicos onde os clientes podem fazer suas transações com segurança. Nos demais bancos não encontramos problemas mas as filas são inevitáveis e insistentes, principalmente na Caixa Econômica Federal, que por ser responsável por efetuar pagamentos de benefícios sociais reúne uma clientela muito maior que os demais bancos. Nesse momento, nosso objetivo é preservar a vida e a saúde dos consumidores, monitoramentos diários, são importantes. Respeito a adoção de regras básicas pelas instituições, que durante esta fase se fazem necessárias e isso alcança os consumidores também”, destaca ele.

Escolas

O Procon vem atuando com as escolas privadas localizadas em Nilópolis e muitas delas já aderiram as aulas não presenciais. Isso requereu investimento e adaptação de muitas delas, preparar medidas, novas metodologias, enfim, tudo para que sejam menores os prejuízos e que haja atividade nesse momento delicado da nossa sociedade.

Na rede privada, Dr. Luis Fabiano cita que a maioria das escolas implantou medidas para que alunos possam estar exercitando o conhecimento em casa. “É importante que nesse momento os pais se envolvam mais e estimulem seus filhos ao estudo. Vivemos um tempo novo, diferente, estamos reclusos por um bem coletivo, afirma Luis Fabiano, destacando que as tarefas ajudam na questão do equilíbrio emocional, lembrando que estamos em isolamento e não são férias.

Concluindo, Dr. Luis Fabiano diz que “aqueles que não puderem pagar os serviços essenciais, quando tudo isso acabar, façam contato com os fornecedores, caso não consigam um ajuste favorável as suas possibilidades, busquem o PROCON Nilópolis. Estaremos monitorando junto as prestadoras de serviços essenciais quais os índices de inadimplência local e daremos início a uma força tarefa para equalizar os pagamentos, informa o Superintendente do Procon”, concluiu.

Durante este período, o Procon Nilópolis está atendendo apenas pelo e-mail: procon@nilopolis.rj.gov.br.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: