Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Governo do Estado pode fechar o Hospital Estadual De Traumatologia E Ortopedia em Nilópolis

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Nilópolis pode perder mais uma unidade de saúde. Depois de ter o seu hospital municipal demolido, a cidade pode perder o Hospital Estadual De Traumatologia E Ortopedia – HTO, localizado no bairro Cabuís.

Administrado pela Organização Social Mahatma Gandhi, alvo da Operação Pagão, do Ministério Público do Rio, que investiga uma suspeita de desvios de mais de R$ 9 milhões, funcionários e servidores da unidade estão há três meses sem receber salários e segundo eles, o Governo do Estado não estaria absorvendo a equipe e muitos deles já estão sendo demitidos.

Por conta disso, neste final de semana o hospital, que já realizou 8 mil cirurgias e mais de 33 mil consultas, atendendo moradores da região e de todo o Estado, foi fechado para novos atendimento e os pacientes já internados, estão sendo transferidos para outras unidades no Estado. Até o momento, a Secretaria de Estado de Saúde não se posicionou sobre o futuro da unidade, fato é que o HTO está fechado.

Inaugurado em 30 de junho de 2017, o HTO é referência no atendimento ortopédico na Baixada Fluminense. A unidade, que substituiu o antigo Hospital Vereador Melchiades Calazans, fechado em dezembro de 2016, atende pelo Sistema Estadual de Regulação, que coordena os fluxo das chamadas cirurgias eletivas do Sistema Único de Saúde do RJ.

Atualmente, o HTO atua com 78 leitos de enfermaria, 8 leitos de Centro de Tratamento de Queimados, 6 leitos de Centro de Tratamento Intensivo, 6 salas cirúrgicas e 4 leitos de Recuperação pós-anestésica. São realizadas consultas ambulatoriais e assistência pré e pós-operatória de cirurgias ortopédicas. Além disso, o hospital possui um moderno centro de imagem computadorizado que realiza exames de ecocardiograma, eletrocardiograma e ultrassonografia. Os exames laboratoriais realizados ultrapassam a marca de 178 mil e os de raio-x já somam 27 mil.

O HTO Baixada conta também com um Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) que, desde a inauguração, já realizou mais de 130 atendimentos a pacientes vítimas de queimaduras de alta complexidade. A unidade possui enfermarias adulta e pediátrica e equipe formada por cirurgiões, cirurgiões plásticos, anestesistas, enfermeiros e fisioterapeutas.

Histórico de perdas na Saúde

Nos últimos anos, o município de Nilópolis vem sofrendo perdas na área da Saúde:

Operários iniciando a demolição do antigo Hospital JK
Operários iniciando a demolição do antigo Hospital JK. Foto: Reprodução da Internet

Em 2013, o então prefeito, Alessandro Calazans, decide fechar o Hospital Municipal Juscelino Kubitschek, alegando “condições precárias do imóvel”.  No ano seguinte, é feita a demolição do prédio. A previsão era de que um novo hospital, mais moderno fosse entregue à população em 2015, porém, o hospital foi inaugurado em 2016 com apenas o térreo pronto, andar onde atualmente funciona uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.

UPA DE NILÓPOLIS FECHADA
UPA está fechada desde 2016. Foto: Reprodução da Internet

Em agosto de 2016 a Unidade de Pronto Atendimento 24h, localizada no bairro Cabuís é transformada em UPA Pediátrica, transferindo os demais atendimentos de urgência para o “recém-inaugurado Hospital Municipal Juscelino Kubitschek”. No mês seguinte, alegando problemas estruturais, o então prefeito, Alessandro Calazans, decide interditar a UPA Pediátrica e concentra todo o atendimento no térreo do inacabado prédio do HMJK.

“Seria uma irresponsabilidade manter esta unidade aberta com o risco de desmoronamento do solo. A vida dos pacientes que vão ali atrás de um atendimento poderia está em risco. Prefiro fechar a unidade pra não haver consequências trágicas”, disse o então prefeito na época.

O então prefeito chegou a prometer a reabertura da UPA 24h Cabuís para dezembro de 2016, porém, Calazans foi derrotado nas urnas e o sonho de ter a unidade em funcionamento não se concretizou.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais