Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Fotógrafa nilopolitana usa sua arte para empoderar gestantes negras

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O momento da gestação normalmente mexe bastante com a autoestima da mulher e a percepção que ela tem de si mesma enquanto bonita. Um momento de muita fragilidade por conta da alteração hormonal e também pela percepção de um novo corpo. As mudanças fazem com que muitas gestantes não se sintam confortáveis para registrar esse importante momento.

Jeniffer Castro é fotógrafa profissional há quatro anos e com um olhar sensível vem transformando a vida de muitas mulheres, em especial gestantes negras. Nascida e criada em Nilópolis, onde mantém um estúdio no Centro, a jovem de 28 anos conta que, apesar de não ser negra, seu pai era e por isso sempre amou a cor da pele e após se aprofundar no movimento antirracismo, passou a admirar pela essência e o que está por trás de uma cor negra:

“Meu trabalho é voltado para mulher, em especial gestantes. Com o tempo percebi que não trabalhava meramente com a imagem das mulheres, mas principalmente com a auto estima e força que uma mulher pode ter. Tanta dor, tanta luta, tanta força. Por isso resolvi me engajar e voltar meu trabalho também para as mulheres negras, pois se meu trabalho fala de força e autoestima, a mulher negra tem muita propriedade nesses temas”, explicou.

Beleza da gestação em sua totalidade

Com um olhar sensível, Jeniffer registra não apenas uma identidade relacionada à cor da pele e características físicas, mas sim o empoderamento da mulher negra, explorando o máximo possível a gestação. E são as próprias mulheres que acabam procurando ousar mais nos ensaios:

“O início do método de fotografia nu no meu trabalho foi feito de forma natural, uma gestante pedia, eu fazia, e então uma outra gestante que viu a foto que eu publiquei gostou e pediu também, e assim foi, o nu e o semi nu se tornou algo quase que “unânime” em todas as sessões, mas foi acontecendo de forma muito natural. Eu tento sempre elaborar a foto nua de forma que não fique vulgar, e posso dizer que não vejo também como sensual, eu vejo como um tipo de fotografia que mostra a beleza da gestação em sua totalidade”, conta.

E o trabalho da fotógrafa também vem quebrando outros paradigmas e preconceitos. Há alguns anos, quando se falava em ensaios nus, a palavra “vulgaridade” era a que logo vinha nas mentes das pessoas, mas Jeniffer conta que isso já está ficando no passado:

“Hoje, Não sinto preconceito nesse sentido pois todas as pessoas que me procuram se identificam com o estilo do meu trabalho, então elas já contratam com super mente aberta e dispostas a confiarem em mim”, diz ela.

Trabalho social

Os ensaios envolvendo gestantes negras também fazem parte de um trabalho social. Jeniffer relata que muito do seu material de portfólio é feito com grávidas captadas em suas redes sociais, isso mesmo, ela idealiza o ensaio e convida gratuitamente uma gestante para modelar e retratar suas ideias.

“Costumo dizer em meus workshops que é muito importante você ter material artístico para mostrar, além claro dos ensaios mais clássicos que você vende, é o seu legado, sua identidade e, diante do nosso cenário atual, onde estamos lutando cada dia mais contra o preconceito, isso me faz ter mais animo e força pra lutar pela causa com a minha arte de fotografar”, disse.

E você quer ser fotografada pela Jeniffer Castro ? Embora ainda não saia pelas ruas abordando as pessoas, ela diz que a “seleção” das modelos é feita pelas redes sociais:

“Eu idealizo o tipo de ensaio que eu gostaria de realizar, imagino qual perfil eu preciso para aquele ensaio e posto nas redes com os requisitos. E aí eu faço a seleção do quem se encaixa melhor no que eu estou buscando. É curioso como com o passar do tempo eu fui deixando de ouvir algo muito clichê que todos os fotógrafos escutam na caminhada, a tão famosa frase “é só clicar pra ter foto bonita”, hoje em dia eu observo que muitos clientes dizem “caramba eu nunca conseguiria fazer essa foto do celular”, ou até mesmo “nossa é toda uma produção por trás da foto,né ?”  E isso me deixa realizada, sinto que cada dia mais consigo mostrar que há todo um contexto de conhecimento, produção, composição, moda, luz, por trás de uma foto linda”, explicou.

Então é só ficar atenta nas redes sociais que a Jeniffer pode te encontrar e ainda nem precisa se preocupar com a maquiagem. Ela também é maquiadora e cuida pessoalmente de cada modelo, ou ainda conta com a amiga Gabriely Lima que também assina a maquiagem dos seus portfólios.

JENIFFER CASTRO
Jeniffer Castro é fotógrafa há quatro anos. Foto: Divulgação

Quem é Jeniffer Castro

A paixão pela fotografia surgiu durante uma viagem com amigos. O que era um hobby se transformou em profissão. Formada há quatro anos em Fotografia Profissional, pelo Senac, Jeniffer Castro, 28, acumula em seu currículo diversos workshops aqui no Brasil e também em Portugal, onde permaneceu por 4 meses, se especializando em novas tendências e composições para ensaios gestacionais e femininos.

Ao voltar ao Brasil trouxe um novo estilo de fotografia:

“A fotografia me levou a lugares inimagináveis, e embora ainda seja uma profissão não muito reconhecida, percebo que tem crescido muito o número de profissionais que querem se estabelecer nesse ramo. Não é fácil, mas a paixão que nos move nos leva além”, conta.

E para saber um pouco mais sobre o trabalho de Jeniffer Castro, é só segui-la nas redes sociais:

Facebook: www.facebook.com.br/jeniffercastrofotografia

Instagram : @jeniffercastrofotografia

Whatsapp: (21) 96917-3543

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais