Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Plataforma aponta que Olinda está entre os dez bairros com mais casos de COVID-19 no Rio

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Pela terceira semana seguida, a análise realizada pelo “Dados do Bem” até o último dia 9, aponta que a Baixada Fluminense continua sendo o local com maior percentual de positivos entre as pessoas que foram testadas dentro da plataforma em todo o estado do Rio. Liderado pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e pela Zoox, o projeto combina inteligência epidemiológica e big data para acompanhamento, em tempo real, da distribuição da epidemia do coronavírus nos centros urbanos.

A Baixada Fluminense segue com alto índice de positivos entre aqueles que foram testados e a Zona Norte carioca também apresenta números relevantes de contaminação. Os bairros com o maiores percentuais de indivíduos infectado são:

1º Tomazinho (São João de Meriti) – 62,50%

2º Lote XV (Belford Roxo) – 58,82%;

3º Mangueira (Rio de Janeiro) – 58,33%;

4º Periquitos (Duque de Caxias) – 57,89%;

5º Barros Filho (Rio de Janeiro) – 51,06%;

6º Nova Piam (Belford Roxo) – 50%;

7º Engenheiro Leal (Rio de Janeiro) – 45,45%;

8º Jardim Sumaré – 43,48%;

9º Santa Cruz da Serra (Duque de Caxias) – 42,86%

10º Olinda (Nilópolis) – 41,67%

Já entre os municípios do Estado, Nilópolis é o quinto no ranking dos municípios que estão com percentual mais elevados de positividade entre os testados. Veja o ranking:

1º Belford Roxo (29,65%)

2º Duque de Caxias (27,97%)

3º São João de Meriti (25,71%)

4º Queimados (25%)

5º Nilópolis (21,58%)

6º Magé (21,54%)

7º São Gonçalo (19,14%)

8º São João da Barra (18,75%)

9º Itaguaí (18,18%)

Em operação no Rio de Janeiro desde o dia 28 de abril, “Dados do Bem” já conta com mais 260 mil downloads apenas no município do Rio. Desses, 263.407 pessoas fizeram a autoavaliação respondendo perguntas sobre sintomas associados à Covid-19 e histórico de saúde. De todas que preencheram o questionário, 48.672 foram testadas até a data de corte do estudo e, dessas, 14% (6.780) receberam o resultado positivo para o coronavírus.

Importante ressaltar que o “Dados do Bem” não realiza testagem em massa. A iniciativa integra os dados de risco identificados pela autoavaliação e os resultados de testes sorológicos rápidos aplicados em amostras desta população para realizar análises que permitam entender a disseminação do vírus da área avaliada, fornecendo informações para o combate à epidemia pelo poder público.

O ponto de partida do “Dados do Bem” é um aplicativo gratuito disponível para Android e iOS. Nele, o usuário preenche um cadastro e responde a um simples questionário de autoavaliação, com perguntas sobre sintomas associados à Covid-19 e histórico de saúde. Uma amostragem das pessoas cujas respostas ao questionário apontarem para uma alta probabilidade de Covid—19 poderá ser chamada para a realização de testes imunosorológicos.

Sobre a iniciativa DADOS DO BEM

Desenvolvido pelo Instituto D´Or de Pesquisa e Ensino em parceria com a Zoox Smart Data, DADOS DO BEM (www.dadosdobem.com.br) é um projeto de monitoramento epidemiológico que reúne tecnologia de geolocalização e metodologia para acompanhamento, em tempo real, da evolução da epidemia do coronavírus nos centros urbanos. Criado por pesquisadores, infectologistas e equipe de inteligência, a ferramenta, cedida gratuitamente à população e ao Poder Público, fornece um mapa de distribuição do vírus e dados estratégicos sobre a Covid-19 para tomadas de decisão das autoridades. DADOS DO BEM faz parte de uma série de iniciativas de pesquisa do Instituto D´Or, “Ciência IDOR Contra a COVID”, que ainda inclui outras nove frentes de estudo.

Sobre o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino

Fundado em 2010, o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) é uma organização sem fins lucrativos, que tem por objetivo promover o avanço científico, qualificação, disseminação do saber e a inovação na área de saúde.

O IDOR vem desenvolvendo pesquisas de fronteira voltadas tanto para ciência aplicada, ou seja, com impacto clínico direto a curto prazo, quanto para a ciência fundamental, que busca o conhecimento mais profundo sobre os mecanismos biológicos, fisiológicos e patológicos.

A importância de aproximar a ciência básica da clínica foi evidenciada nas pesquisas envolvendo o vírus Zika, nas quais os pesquisadores do IDOR desempenharam um papel fundamental na comprovação da relação entre o vírus e a microcefalia. Os resultados tiveram grande alcance internacional e foram publicados na Science, uma das mais conceituadas revistas científicas da atualidade.

Sobre a Zoox

Fundada em 2010 e presente em seis países, a Zoox é uma empresa de tecnologia na aplicação de soluções integradas de Analytics, Big Data e Geo Localização que interage, captura, enriquece e entende o comportamento de pessoas, respeitando a privacidade, em espaços físicos, gerando inteligência sobre os dados coletados.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais