Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Depois de denuncia, Uber Eats passa a exigir código PIN para confirmar entrega de alguns pedidos

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

No último dia 21 de julho, publicamos uma matéria onde denunciamos o aumento do chamado “golpe dos 10 minutos”, aplicado por alguns entregadores à serviço da Uber Eats. Relembre a matéria clicando aqui.

Inclusive, a matéria causou uma reação por parte de diversos consumidores que também já haviam caído no golpe. Diversas mensagens chegaram até a nossa Redação contando casos parecidos. Para evitar que outras pessoas fossem vítimas do golpe, procuramos um especialista em segurança digital, que diante da inércia da Uber Eats em procurar resolver o problema, recomendou não usar cartões de débito e crédito ao fazer o pagamento dos pedidos. Relembre também esta matéria, clicando aqui.

Tentativa de reverter imagem negativa

Para tentar reverter a situação e mudar a imagem da empresa, que aqui no Rio de Janeiro vem perdendo cada vez mais clientes, a Uber Eats, finalmente tomou uma medida para tentar por fim à facilidade que os golpistas tinham. Agora alguns clientes terão que informar um código para garantir que o delivery foi realizado de forma correta.

 

De acordo com a Uber, a princípio somente alguns pedidos do Uber Eats precisarão de um código PIN para serem finalizados: a senha corresponde aos quatro últimos dígitos do seu celular. Por não ser aplicado em todos os pedidos, isso não impede que entregadores mal-intencionados deem o golpe dos 10 minutos que o Nilópolis Online revelou.

“Para aumentar a segurança e garantir que o seu pedido foi entregue corretamente, alguns pedidos poderão pedir o uso de um PIN para que possam ser finalizados. O PIN não será exigido em todas as entregas. Quando ele for necessário, o aplicativo vai avisar: “use o código xxxx para confirmar a entrega; informe o código ao entregador parceiro quando ele chegar. O entregador só conseguirá finalizar o pedido ao inserir o PIN no aplicativo do celular dele. Esse código é fixo, não muda dependendo do pedido: trata-se dos 4 últimos números do seu celular cadastrado na Uber“, explica o Uber Eats em e-mail aos clientes.

O código PIN pode ser uma boa medida de segurança, mas não serve para evitar o golpe dos 10 minutos que vem sendo aplicado no Uber Eats. Nele, um entregador mal-intencionado alega que tentou entrar em contato com o cliente mas não conseguiu; assim, o pedido é cancelado depois de 10 minutos e não dá direito a reembolso. O parceiro recebe a remuneração pela entrega e fica com a comida.

Isso é possível devido à forma como o Uber Eats funciona: se o entregador não encontrar o cliente, precisa telefonar para ele e avisar isso no app. No entanto, o parceiro pode ativar o aviso sem ligar para o usuário. Passados 10 minutos, o pedido é cancelado e o dinheiro não pode ser devolvido.

PIN

Consultamos novamente o analista de sistemas e especialista em segurança digital, Luiz André Figueiredo. Para ele a medida não é suficiente:

“Por não ser exigida em todas as entregas, não há como garantir que a entrega passou a ser garantida. Vai amenizar e diminuir o risco. A solução seria adotar a medida para todas as entregas que fossem pagas por cartões de crédito ou débito”, disse.

Minoria prejudica a categoria

É importante ressaltar que a maioria absoluta dos entregadores é composta por trabalhadores sérios e honestos. Infelizmente, uma minoria aproveitou a oportunidade para planejar e aplicar golpes.

No Reclame Aqui a Uber Eats (www.reclameaqui.com.br/empresa/uber/) é uma das empresas com mais reclamações e menos respostas nos últimos meses.

A Uber respondeu através de nota que possui medidas de proteção contra fraudes:

A Uber esclarece que possui medidas de proteção contra fraudes de entregadores parceiros ou usuários. O sistema de avaliações dos parceiros, feitos pelos usuários, é a maneira mais prática e eficaz de mensurar a qualidade do serviço que está sendo prestado. Parceiros com sucessivas avaliações negativas podem, inclusive, ter as contas desativadas da plataforma. Parceiros que descumprem os Termos de Uso da plataforma (por exemplo, com seguidos cancelamentos injustificados, denúncias de extravio de pedidos ou tentativas de fraude) também estão sujeitos à desativação.

Além disso, o Uber Eats conta com uma equipe de suporte disponível 24/7, que analisa individualmente caso a caso. O contato pode ser feito pelo menu de ajuda do próprio app ou pelo site uber.com/ajuda.

 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais