Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Banco do Brasil desrespeita prioridade e idosos esperam mais de 40 minutos por atendimento em Nilópolis

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Não é de agora que o atendimento prestado pelo Banco do Brasil aos nilopolitanos é ruim. Mas a desculpa da “pandemia” fez com que o que já era ruim, piorasse.

Agência superlotada, idosos em filas demoradas, muita gente irritada e poucos funcionários para atendê-los. Essa é a situação encontrada na única agência do BB em Nilópolis.

E quem mais sofre são justamente aqueles que deveriam ser amparados neste momento, que são os idosos, gestantes e pessoas com deficiência, que estão no grupo de risco e são obrigados a esperar por cerca de 1 hora para serem atendidos, aguardando em uma fila do lado de fora da agência, o que viola a Lei Federal 10.048:

Artigo 1º – As pessoas portadoras de deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, as gestantes, as lactantes e as pessoas acompanhadas por crianças de colo terão atendimento prioritário, nos termos desta Lei.

Artigo 2º – As repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos estão obrigadas a dispensar atendimento prioritário, por meio de serviços individualizados que assegurem tratamento diferenciado e atendimento imediato às pessoas a que se refere o art. 1º.

Parágrafo único. É assegurada, em todas as instituições financeiras, a prioridade de atendimento às pessoas mencionadas no art. 1º.

É importante observar que a Lei manda que o atendimento às pessoas portadoras de deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, as gestantes, as lactantes e as pessoas acompanhadas por crianças de colo seja imediato, ou seja: Não deve haver tempo de espera.

E o que o Banco do Brasil faz? Cria uma “triagem” para distribuir de senhas, com a desculpa de que não existe prioridade na distribuição de senhas e que a prioridade só vale para o atendimento da porta giratória para dentro.

E o que o poder público faz?

“Não faz nada, os bancos fazem o que querem !!! Mandam no país, desrespeitam leis ou pior ainda, criam leis para beneficio próprio”, disse o aposentado Luis Ferreira, que aos 68 anos foi obrigado a permanecer na fila da “triagem” por cerca de 45 minutos, em pé e sob o sol forte desta quarta-feira (30).

E não foi só Luis que sofreu, na mesma fila, estavam outras pessoas que deveriam ter atendimento prioritário, mas a “triagem”, que só serve para ludibriar a Lei Federal 10.048, fez com que ficassem ali correndo risco de contrair a Covid-19.

Até quando isso se manterá? Com a palavra os órgãos de defesa do consumidor e o próprio Banco do Brasil.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais