Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Dois candidatos à prefeitura já tem candidatura deferida em Nilópolis

Quando um cidadão pretende se lançar a cargo eletivo são necessários diversos requisitos, entre eles a filiação a partido político, excetuando-se aos militares da ativa que possuem regra específica e a questão dos antecedentes criminais que podem gerar perda dos direitos eleitorais.

Cada partido faz sua convenção e escolhe os candidatos que pretende levar ao escrutínio, informando ao Tribunal Regional Eleitoral as fichas contendo certidões, documentos, fotos, dados e tudo isso é analisado pelo Ministério Público e depois julgado pelo Juiz Eleitoral, sobretudo a tão falada ficha limpa.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou nesta semana o deferimento das candidaturas a prefeito em Nilópolis. Até este domingo (18) já são duas candidaturas aprovadas, sendo a de Abraão David Neto (PL) e Vander Alves Calazans (DEM).

Já os demais candidatos ainda não conseguiram o deferimento de suas candidaturas por parte do TSE. Veja abaixo quais são as pendências:

Jorge Henrique da Costa Nunes (SOLIDARIEDADE) – Aguarda análise de exigências do Ministério Público que vem cumprindo e ainda decisão sobre uma notícia de inelegibilidade, gerada por processos que lhe impediria de se lançar candidato.

Rodrigo Bilard Figueira da Silva (PDT) e José Mário de Carvalho Silva (PT) – aguardam análise e julgamento de exigências que vem cumprindo.

Wenderson Dias Ribeiro (PSOL) –   O candidato teve apontado uma filiação partidária mais não indicou se é militar da ativa ou inativo, o que pode interferir em impedimento previsto no artigo Art. 142, 3º, inciso V da Constituição da República Federativa do Brasil.

De acordo com o advogado, Dr. Luis Fabiano, todos os candidatos podem continuar com as suas campanhas até o julgamento de seus pedidos.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais