Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Motoristas desrespeitam leis e dificultam a vida dos pedestres em Nilópolis

Embora proibido, o estacionamento de carros e motocicletas sobre as calçadas, é prática comum em Nilópolis. O Código de Posturas proíbe que o livre trânsito de pedestres no passeio público seja impedido por qualquer meio. E o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que estacionar sobre a calçada é infração grave, motivo para multa, perda de cinco pontos na carteira de habilitação e remoção do veículo.

Parar sobre a calçada, segundo o CTB, é mais grave do que trancar a saída de outro veículo estacionado ou bloquear o acesso à guia rebaixada.

“O principal nessa questão é a segurança do pedestre, que perde a calçada para caminhar e fica vulnerável ao ter que caminhar pela rua. Mas existe pouca fiscalização e falta de consciência dos motoristas”, reclama o funcionário público Osvaldo Santos.

CARRO NA CALÇADA
Carros estacionados na calçada. Foto: Divulgação

Na Avenida Getúlio de Moura, no Centro, em frente a um supermercado, taxistas “privatizaram” a calçada e a transformaram em ponto.

“A gente tem autorização de parar aqui, já que não dá para usar a rua, pois iria prejudicar o trânsito, assim eles deixam a gente parar em cima da calçada”, declarou um taxista, que não quis se identificar.

A atitude dos taxistas também é a mesma tomada pelos donos de uma clínica particular na Avenida Mirandela, que “oficializou” o estacionamento de veículos sobre a calçada através de uma placa afixada na grade, que informa que o “estacionamento é exclusivo para clientes”.

“Isso já acontece desde que a clínica abriu, tem uns dez anos. A calçada fica ocupada pelos carros e os pedestres devem ir para a rua, essa é a regra por aqui”, conta um pedestre.

Sandro dos Santos, auxiliar de enfermagem que cuida de um senhor idoso cadeirante, sofre na pele o problema:

“É bem complicado essa questão de carro nas calçadas, até caminhão tem aqui na Rua Mário de Araújo. O jeito é eu desviar com a cadeira pela rua, é mais perigoso, mas é o jeito. Sem falar na falta de rebaixamento para subir e descer das calçadas”, reclamou.

Situação é mais difícil nos bairros

A doméstica Cristiane Lins diz que a situação é pior nos bairros mais afastados do Centro, e cita o Paiol, onde reside, como sendo um dos mais problemáticos no que se refere a estacionamento sobre calçadas. O trânsito de carros que entram e saem das calçadas é intenso. Na Rua José Couto Guimarães, há sempre uma caminhonete que, diariamente, avança sobre a calçada. Isso quando a calçada não é tomada por outros moradores que estacionam paralelamente a essa caminhonete.

AGENTE DE TRÂNSITO
Secretaria de Transporte informa que realiza fiscalização constante. Foto: Divulgação

De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, agentes de trânsito realizam ações constantes contra o estacionamento irregular, e que as denúncias serão apuradas. Mas pede também que a população colabore, respeitando as leis.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais