Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Fraudadores se passam por funcionários de banco para tentar aplicar golpe em servidores da Prefeitura de Nilópolis

E os criminosos não param de inventar maneiras para tentar tirar dinheiro das pessoas. O mais novo golpe tem como alvo servidores da Prefeitura de Nilópolis. Só na última semana, pelo menos dez servidores enviaram mensagens para a nossa Redação informando sobre o golpe.

A abordagem dos fraudadores costuma acontecer da seguinte forma: os criminosos entram em contato, por telefone, com servidores e se identificam como funcionários de um banco oferecendo um suposto “auxílio financeiro” por conta da pandemia provocada pelo novo Coronavírus. Caso a conversa continue, o suposto funcionário pede dados pessoais da vítima. Em caso de negativa, o golpista ainda tenta mais uma oportunidade para concretizar o seu intuito e diz que para que o nome da vítima saia do sistema é necessário que ela aperte a tecla 9 no telefone. Nesse instante a ligação cai e é ai que mora o perigo. O simples apertar dessa tecla pode fornecer informações pessoais sobre o telefone e a identidade do proprietário da linha.

“Na segunda-feira estava na rua e recebi a ligação, o rapaz até gentil, me disse que eu tinha direito a receber um dinheiro, que era um valor que o banco estava me dando por causa da pandemia e que só os funcionários da Prefeitura tinha direito. Perguntei se era da Prefeitura e ele disse que não, que era do banco onde eu recebia o meu salário. Eu estranhei a conversa e me neguei a continuar a conversa e ele insistiu, dizendo que eu tinha que apertar a tecla 9 para confirmar que eu não queria nada e foi o que eu fiz. Apertei e a ligação caiu”, contou uma servidora que não quis se identificar.

Desconfiada, a servidora foi ao banco e lá foi informada que era mais um golpe:

“O gerente me falou que estão fazendo isso direto, eu não era a primeira pessoa e me pediu para nunca passar nenhum dado e nem apertar as teclas que os golpistas pedem, ainda disse que nenhum funcionário liga para os clientes pedindo dados pessoais”, concluiu.

Whatsapp

Outra forma que os golpistas encontraram para tentar ludibriar os servidores, foi através do Whatsapp. A falsa oferta de empréstimo diz oferecer inúmeras facilidades, como dinheiro rápido em grandes quantias ou com taxas de juros baixas. Apesar dos diferentes atrativos usados para enganar as vítimas, é possível traçar um perfil da aplicação do golpe.

“O caminho é sempre o mesmo: a pessoa recebe no WhatsApp uma mensagem se fazendo passar por uma fintech informando que há um limite de crédito pré-aprovado disponível. Contudo, é exigido que se faça um depósito antecipado. Já é um claro sinal de tentativa de golpe”, explica Débora Cipolli, diretora de riscos da Noverde, empresa especializada em crédito online para as classes C e D.

Da mesma forma que os contatos telefônicos, os bancos não enviam mensagens pelo WhatsApp ou outros aplicativos com valores e pedem que os clientes ignorem as mensagens e jamais as responda e se possível, faça o bloqueio do número. Em caso de dúvidas, procure o gerente do banco em que mantém relacionamento.

Os bancos NUNCA ligam solicitando dados de acesso, senhas ou códigos de dispositivos de segurança. Os bancos nunca solicitam seus dados, suas senhas ou para contestar transações ou sustar cheques.

  • Não atenda a chamada se você não reconhece o número, mesmo se ele for da sua cidade ou se parecer com seu próprio número
  • Recebeu um contato suspeito? Não forneça dados e fale imediatamente com seu gerente.
  • Diga aos membros da sua família, especialmente aos idosos ou outras pessoas que possam estar vulneráveis, a não receberem chamadas de números desconhecidos
  • Não se deixe enganar por golpes em que a pessoa que ligou afirma representar o governo ou a polícia e pede dinheiro
  • Se você precisar analisar algum problema mencionado numa chamada suspeita, desligue e ligue para a agência ou empresa em um número de uma fatura recente ou de um website legítimo. Não ligue para o número que te chamou ou que foi informado durante a chamada
  • Se você sabe que se trata de uma chamada fraudulenta, não interaja com os golpistas. Mesmo apertar uma tecla do seu próprio telefone para supostamente se retirar de uma lista de chamadas pode fornecer informações pessoais sobre o telefone e a identidade
  • Os golpistas também encontraram maneiras de coletar informações e ganhar credibilidade. Tenha cuidado e diga aos membros da sua família que o fato de alguém saber seu nome ou mesmo informações pessoais ou financeiras não dá legitimidade a essa pessoa
  • Nunca forneça informações financeiras ou pessoais durante uma conversa telefônica com desconhecidos
  • Não deixe que alguém te force a pagar uma dívida usando um vale-presente ou ordem de pagamento
você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais