Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Alerj concede Medalha Tiradentes póstuma a PM morto em assalto

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O cabo Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, morto durante um assalto a uma loja de departamento em Mesquita, vai receber a Medalha Tiradentes “post mortem”. A maior honraria da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) ao policial foi aprovada pelos deputados, em discussão única, na sessão desta terça-feira (15/12). A medida será promulgada pelo presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT), e publicada no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.

Proposta pelos deputados Anderson Moraes (PSL) e Charlles Batista (Republicanos), o projeto ganhou coautoria de outros 27 parlamentares. Até o partido Novo, que costuma se abster em votações de medalhas, pediu para ser incluído na honraria póstuma ao PM.

“Sabemos que a família gostaria de tê-lo vivo, voltando do trabalho todos os dias para abraçar seus filhos, como aquele vídeo que emocionou a todos. Mas, infelizmente, ele foi assassinado com um tiro à queima-roupa pelas costas quando tentava proteger cidadãos de bem. Sabemos que é difícil amenizar essa dor, mas que essa medalha aprovada pelo parlamento fluminense possa ajudar a confortar todos que sentem falta do cabo Cardoso”, afirmou Anderson Moraes, um dos autores.

“A concessão da Medalha Tiradentes é o reconhecimento da Alerj à atuação heroica do policial em defesa da sociedade, brutalmente interrompida pela crueldade de marginais. Mais uma vez deixo meus sentimentos a todos os familiares do Cabo Cardoso”, completou Charlles Batista.

Cabo Cardoso trabalhava no 20º BPM (Mesquita) e chegou a ser levado em estado gravíssimo para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI). Ele passou por uma cirurgia de emergência, ficou internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da unidade, mas não resistiu aos ferimentos. O PM que completaria dez anos na corporação no próximo mês deixou esposa e dois filhos.

Tramita ainda na Alerj a criação do Diploma Policial Cabo Cardoso, destinado a premiar agentes de Segurança Pública que, reconhecidamente, atuem de forma significativa na manutenção da segurança e vida da população. Cada deputado teria direito a conceder quatro honrarias por mandato, e o pedido deve ser devidamente justificado. A medida será analisada pelas comissões e votada pelo plenário.

Relembre como foi o caso.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais