Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Secretaria de Cultura de Nilópolis convoca os proponentes do edital da Lei Aldir Blanc

A Secretaria Municipal de Cultura está convocando todos proponentes do edital da Lei Aldir Blanc para uma reunião, a ser realizada nesta quinta-feira (25), às 10h30, na sede da Prefeitura de Nilópolis.

Esse é mais um desdobramento da novela, envolvendo os produtores culturais que foram beneficiados com a Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc (Lei nº14.017/2020),  que destina recursos do Fundo Nacional de Cultura para a classe artística, como auxílio emergencial no período de pandemia.

Os valores na ordem de R$ 1.116.355.89 deveriam ter sido pagos até 31 de dezembro do ano passado, mas um problema burocrático impediu que o dinheiro fosse depositado na conta dos contemplados. Desde então, uma verdadeira novela se arrasta.

Vereador busca solução

REUNIÃO LEANDRO E CULTURA
O vereador Leandro Hungria (Solidariedade) participou de reunião com o secretário de Cultura. Foto: Divulgação

O vereador Leandro Hungria, presidente da Comissão de Cultura da Câmara, na abertura da 19ª Legislatura, ocorrida no último dia 15, usou a Tribuna para interceder em favor dos artistas e garantiu que iria buscar a solução para o problema.

Nesta terça-feira (23) ele esteve reunido com o secretário de Cultura, Antônio Carlos da Costa, e subsecretário, Cezar Renato, para tratar do assunto:

“Me foi garantido que o pagamento deve ocorrer ainda nesta semana. O prefeito Abraão David Neto e o secretário de Cultura, Antônio Carlos, estão trabalhando para que o problema tenha logo um fim. Os nossos artistas precisam receber esse dinheiro, é a classe que mais sofre neste momento, já que eles foram os primeiros a parar suas atividades e serão os últimos a retomar”, disse o parlamentar.

Quem também esteve na prefeitura, foram os membros do Observatório Popular de Políticas Culturais de Nilópolis. Neste caso a reunião foi com o subsecretário de Cultura, Cezar Renato, que passou a mesma orientação.

O imbróglio, que também aconteceu em outros municípios, chegou a ser alvo de uma cartilha publicada em setembro pela Confederação Nacional dos Municípios. O guia, de acordo com a entidade, servia para auxiliar gestores públicos na aplicação da lei.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: