Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Quem fez história: enfermeira destaca trabalho em equipe contra a Covid-19

PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Quem fez história: enfermeira destaca trabalho em equipe contra a Covid-19

2 de março de 2021

 

Por Beatriz Félix

 

Organização das doses de vacina contra a Covid-19 que vão para cada um dos 92 municípios do estado do Rio de Janeiro, aferição da temperatura e garantia de um transporte adequado: isso é somente parte do trabalho dos técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES) todas as vezes que imunizantes chegam ao estado. A enfermeira Gilvania Lima fez parte deste processo na chegada do primeiro lote de vacinas ao Rio de Janeiro, em 18 de janeiro deste ano, e ressalta que o êxito é resultado de um trabalho em equipe.

 

– Só tenho gratidão pela oportunidade de fazer parte dessa equipe e desenvolver um trabalho tão bom, que é de todos nós. Ele está resumido numa figura de quem se vacinou, de quem transportou, mas por trás disso tem toda uma equipe que também tem a expectativa e a esperança dessa renovação, de voltar tudo ao normal – compartilha a enfermeira.

 

Desde o início da pandemia, Gilvania trabalha com a análise de casos de Covid; hoje, monitora possíveis casos de reinfecção pelo coronavírus no Rio de Janeiro. A enfermeira foi deslocada para a função de garantir a qualidade do primeiro lote de vacinas por fazer parte da Unidade de Resposta Rápida da SES e demonstra estar esperançosa por um novo momento no estado.

 

– Como a gente está desde o início nesse front, a gente vem observando a questão do comportamento das pessoas, o isolamento, a tristeza, o medo… A chegada da vacina vai trazer de volta a aproximação, o aconchego, o abraço que nosso povo se identifica tanto – declara Gilvania.

 

A história está sendo escrita

 

A distribuição das vacinas contra Covid-19 ocorre graças a uma força-tarefa montada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro e formada pela Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Estado de Saúde.

 

A SES esclarece que a definição dos grupos prioritários para a primeira fase da vacinação contra a Covid-19 foi estabelecida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), por meio de decisões tomadas por comissão tripartite. O Estado segue a recomendação do Ministério da Saúde, repassando as orientações aos municípios. Neste primeiro momento, foi definido um grupo prioritário composto por:

 

– profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e na vacinação;– pessoas com 60 anos ou mais vivendo em abrigos ou asilos;– pessoas maiores de 18 anos com deficiência institucionalizadas;– trabalhadores dessas instituições;– povos indígenas vivendo em terras indígenas;– idosos com mais de 90 anos.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: