Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Vereador pede a ampliação do efetivo do Grupamento de Bombeiro Militar em Nilópolis

O vereador Leandro Hungria (Solidariedade) cobrou do Governo do Estado a ampliação do efetivo do 4º Grupamento de Bombeiro Militar de Nilópolis. O pedido foi feito através da Indicação 350/2021 e acompanhada de um requerimento endereçado ao governador Cláudio Castro.

É destacado pelo parlamentar que o destacamento nilopolitano atende não só até os limites de Nilópolis, e sim também boa parte do município de Mesquita e alguns bairros de São João de Meriti.

Ao defender a ampliação do efetivo, Leandro Hungria afirma que o debate sobre o tema precisa ser forte e não pode ser esquecido.

“O aumento no efetivo é uma necessidade pelo tamanho da área atendida pelo grupamento, sem contar que Nilópolis conta com uma área extensa de vegetação dentro do Parque Municipal Natural do Gericinó. Soma-se a isso a nossa população que já passou dos 180 mil habitantes e a quantidade de acidentes que necessitam do resgate dos guerreiros militares também cresceu”, disse o parlamentar, fazendo referência também a necessidade do aumento no número de ambulâncias à disposição do grupamento.

Hungria cobra ainda a união de forças dos poderes municipal e estadual para viabilizar a ampliação. Ele defende que os investimentos na melhoria da segurança devam ser priorizados. Para o vereador, não há valor que substitua uma vida perdida em um incêndio ou um acidente.

“Entendo as dificuldades financeiras que o Estado vive, mas nada pode se sobrepor a preservação de vidas e hoje o atendimento dos Bombeiros é um pouco mais demorado do que o habitual e isso pode custar o salvamento de vidas”, concluiu.

Importante lembrar que o Corpo de Bombeiros é responsável por atuar em:

  • Incêndios em residências, empresas, estruturas e em vegetação.
  • Acidentes de trânsito com vítimas.
  • Afogamentos.
  • Acidentes domésticos (queimaduras, intoxicação, explosões e ferimentos em geral).
  • Quedas de plano elevado ou de mesmo nível que resultem em lesões.
  • Busca de pessoas.
  • Salvamento em ambientes hostis.
  • Lesões provenientes de agressão e ataques de animais.
  • Ferimentos por arma de fogo e objetos cortantes/perfurantes.
  • Emergências com produtos perigosos e combustíveis.
  • Desabamentos, soterramentos e deslizamentos.
  • Emergências resultantes de vendavais, enchentes, temporais e chuvas de granizo.

Como acionar

Ao ligar para o 193, tenha sempre em mãos dados que possam ser transmitidos ao atendente para agilizar o atendimento, como o endereço do local, características específicas do evento e condições das vítimas.

Conforme as informações passadas na ligação telefônica, os bombeiros identificam o tipo de ocorrência, a gravidade do caso, a real necessidade de deslocamento de equipes e o tipo de socorro mais adequado.

As linhas do telefone de emergência não devem ficar ocupadas com situações que não necessitam de atenção imediata

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: