Notícias de Nilópolis todo dia

Publicidade

Projeto Mulheres Itinerantes chega à Praça do Chafariz

Ginástica, vagas de emprego, tratamentos de beleza e retirada de documentos foram oferecidos no evento.

A Praça Prefeito Miguel Abraão, mais conhecida como Praça do Chafariz, foi palco de várias atividades promovidas pela Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos em parceria com a Casa da Mulher e outras instituições, nesta quarta-feira (14/7). Apresentações de música, ginástica, violino, tendas com ofertas de empregos, atendimento do Procon, Fundação Leão XIII, Vale Social e Vale Federal, Pastoral da Criança, design de sobrancelhas, tranças e venda de bolos e artesanato marcaram o evento.

Logo cedo, os professores Jaime Campelo e Priscila Bonácio, respectivamente, deram aulas de ginástica funcional e de zumba. Normalmente essas aulas são ministradas no pátio interno da Casa da Mulher Nilopolitana e a ideia de levá-las para a rua foi da Superintendente dos Direitos da Mulher, Nilcéa Cardoso. E teve todo apoio do Secretário de Cidadania, Renato da Van, e do Subsecretário Rafael Abreu.

“O projeto Mulheres Itinerantes quer resgatar a autoestima da mulher e também a sua cidadania. Por isso, buscamos o apoio de várias superintendências da Secretaria de Cidadania e também de outras secretarias”, salientou Nilcéa Cardoso, acrescentando que os serviços do CRAS, CREAS, ação social e trabalho e renda são fundamentais.

“Abraçamos o evento e já marcamos o próximo, que será no dia 14 de agosto, um sábado, no Parque do Gericinó, das 9h às 13h. Ali teremos a participação também da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do governo do Estado”, revelou o Secretário Renato da Van.

A Secretaria Municipal de Emprego e Renda participou do evento com o Balcão de Empregos e encaminhou 15 pessoas para empresas inscritas no projeto. Já a Coordenadora do Polo 5 da Baixada, Juliette Fortunato, acompanhou as inscrições para a emissão gratuita da segunda via da identidade, certidão de casamento, nascimento e óbito, além de habilitação para casamentos. Apenas este último documento custa cerca de R$ 1 mil.

Maria da Conceição da Silva, 67 anos, moradora do Centro, aproveitou a oportunidade para solicitar gratuitamente uma segunda via da carteira de identidade. “É muito bom a gente poder tirar um novo documento e não precisar pagar”, observou. Esperando sua vez, a cabeleireira masculina Josiane da Silva, de 36 anos, disse que a ação era 100%. “Eu perdi minha identidade e meu CPF”, contou ela, que mora no bairro Novo Horizonte.

O professor de violino da Escola Municipal de Música Weberty Bernardino Acineto, Anderson Azevedo, conseguiu o silêncio do público ao executar as músicas tema dos filmes ‘A Bela e a Fera’ e ‘Over the Rainbow’ e a canção ‘Eu Sei que Vou te Amar’, de Vinícius de Moraes e Tom Jobim. E a alegria tomou conta da praça completamente com a apresentação das alunas de dança cigana da professora Cristina Hamuche, que também se remexeram ao som do carimbó.

Quem passava pelo local também podia aferir a pressão arterial e o nível de glicose no sangue, além de ter informações sobre a saúde com alunos do curso de enfermagem CEFAE. Em outro ponto da praça, representantes da Universidade Estácio de Sá também ofereciam bolsas para interessados em ingressar na faculdade.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação / PMN
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais