Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Mulheres são presas por oferecer ‘curso falso’ em Nilópolis

Duas mulheres foram presas na segunda-feira (18) em Resende, Sul Fluminense do Rio, por suspeita de aplicar um golpe do “curso falso” em Nilópolis.

De acordo a Polícia Civil, as duas ofereciam cursos que seriam de graça e, durante um primeiro encontro com as vítimas, elas cobravam de R$ 600 a R$ 900, alegando que o valor seria o preço do material didático.

O golpe foi aplicado em aproximadamente 600 pessoas e movimentou mais de R$ 1 milhão só na última semana.

“Depois de um pré-cadastro, as vítimas recebiam uma mensagem por telefone, em que deveriam comparecer a uma aula inaugural que duraria cerca de 30 minutos. Quando presentes nesta aula, as estelionatárias alegavam que teriam que comprar um um material didático. E aí, as vítimas faziam os pagamentos que variavam de R$600 a R$900 por esse material”, explicou o delegado de Resende, Ronaldo Aparecido.

Com as suspeitas, foram apreendidas duas máquinas de cartão de crédito e fichas com cadastro das vítimas.

“Nós constatamos que eram máquinas com contas cadastradas nos nomes das próprias conduzidas, fato que já demonstra a finalidade da máquina. Quando solicitado o extrato dessas máquinas, nós constatamos que mais de R$ 1 milhão foi movimentado nesse curto espaço de tempo em que elas estão aqui no estado do Rio de Janeiro”, explicou Ronaldo.

As informações das fichas cadastrais serão catalogadas e repassadas para as delegacias de cada cidade onde as duas aplicaram o golpe.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, além de Resende, as criminosas também fizeram vítimas em Angra dos Reis, Paracambi, Seropédica, Duque de Caxias, São Gonçalo, Belford Roxo, Niterói, Maricá, Itaboraí e Nova Iguaçu.

“As investigações preliminares indicaram que elas vieram de São Paulo e chegaram ao Rio na terça-feira passada [12], alugaram um veículo no aeroporto e vieram passando por vários munícipios aplicando esse mesmo tipo de golpe”, disse o delegado.

As duas suspeitas foram levadas para a delegacia e vão responder por estelionato. O próximo passo das investigações é descobrir se há mais pessoas envolvidas no esquema.

A Polícia Civil pede para que possíveis vítimas deste golpe procurem a delegacia mais próxima para fazer um boletim de ocorrência.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: