Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Xuxa não comparece à audiência contra vereador de Nilópolis

Não foi dessa vez que o vereador Anderson Campos (Republicanos) encontrou a apresentadora de TV Xuxa Meneghel. A comunicadora não compareceu à audiência de conciliação entre os dois, que ocorreu nesta sexta-feira (22) no Fórum de Nilópolis.

Apesar de ser a autora do processo, os advogados da apresentadora tentaram de todas as formas evitar que ela tivesse que vir ao Fórum de Nilópolis. Na primeira tentativa os advogados da apresentadora pediram para que não houvesse audiência de conciliação, o que foi negado pelo  juizado da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis.

Em uma nova tentativa, os advogados pediram que a audiência fosse realizada de forma virtual, o que também foi negado, já que a apresentadora não é pessoa idosa e nem apresentou comprovação de impedimento por ter comorbidade.

ANDERSON CAMPOS
Vereador Anderson Campos (Republicanos). Foto: Divulgação

 

“Na minha opinião, ficou garantida a minha liberdade de expressão. Pelo que eu senti na audiência, o juiz queria assegurar a minha liberdade de expressão, que não é assegurada somente a mim enquanto vereador, mas a qualquer pessoa”, disse o vereador Anderson Campos.

Entenda o caso

Em julho, Xuxa abriu queixa no Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis solicitando a condenação do vereador Anderson Campos por calúnia, injúria e difamação. A defesa e assessoria de Xuxa, os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, disseram que Anderson disseminou um discurso de ódio.

Em declarações defendendo o presidente da República Jair Bolsonaro, Campos fez as acusações afirmando que Xuxa não teria direito de pedir o impeachment do presidente. O parlamentar questionou ainda a moral da apresentadora, já que ela teria feito filmes com menores de idade.

Veja o vídeo que gerou a revolta da “ex-rainha dos Baixinhos”:

Apesar da vitória, o parlamentar foi aconselhado a usar outro termo ao se referir à apresentadora Xuxa:

“O termo que eu usei, “assediadora de menores”, é passível de várias interpretações. Por isso, o juiz sugeriu que eu mantivesse a minha opinião em relação ao comportamento da Xuxa, mas que eu passasse a utilizar outro termo, então por isso a retratação. Os advogados da Xuxa queriam que eu fizesse um pedido de desculpas, mas eu apenas me retrato pelo termo”, concluiu.

Como o ausente foi o autor do processo, os efeitos serão a extinção do feito, bem como a condenação em custas processuais, nos termos do artigo 51, inciso I, da Lei dos Juizados Especiais e do Enunciado 28 do FONAJE.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: