Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todo dia

Nilópolis registra maiores altas nos preços do arroz e do feijão

O Procon Estadual do Rio de Janeiro realizou em Nilópolis, levantamento de preços de produtos que são base da alimentação dos brasileiros. A pesquisa foi solicitada pela Secretaria Estadual de Defesa do Consumidor para monitorar os valores do arroz e feijão, a fim de apurar se a isenção de ICMS concedida pelo estado sobre a circulação destes dois alimentos irá trazer redução de preço ao consumidor. Os agentes identificaram variação de até 30% no arroz e de até 22% no feijão, quando comparado o produto de igual marca em diferentes supermercados do mesmo município.

“O arroz e o feijão são alimentos que não podem faltar na mesa dos brasileiros. A lei foi sancionada justamente para ajudar os mais necessitados. Solicitei ao Procon-RJ que fizesse essa pesquisa para podermos realizar o monitoramento, e acompanhar se o desconto do ICMS de fato chegará até os consumidores e também estimular a concorrência entre os fornecedores”, afirmou Léo Vieira, secretário estadual de defesa do consumidor.

Óleo de soja, leite, ovos, açúcar, sal, fubá, macarrão, farinha de trigo e farinha de mandioca também foram pesquisados. A pesquisa e análise dos preços foram realizadas entre os dias 20 e 29 de outubro.

O presidente do Procon-RJ alerta que apesar da lei estadual 9391/21 ter entrado em vigor no dia 02/09, os efeitos da isenção incidirão a partir do primeiro dia de novembro, conforme regulamentado por decreto.

“Os levantamentos de preços realizados em outubro, juntamente com o que já havia sido feito em agosto, são muito importantes para o monitoramento dos valores. No mês de novembro outra pesquisa será realizada, para verificar se o desconto do ICMS de fato será repassado aos cidadãos. Os consumidores poderão usar a pesquisa atual como base para saber onde comprar mais barato. O levantamento de preços mostra que, se o consumidor pesquisar, vai conseguir economizar”, observou Cássio Coelho.

Os nilopolitanos podem pagar até 30% mais caro pelo arroz e 22% pelo feijão. Já a farinha de mandioca chegou a oscilar 33% em Nilópolis.

Veja abaixo os valores encontrados e os supermercados visitados pelos servidores do Procon:

PESQUISA DOS PREÇOS DE CESTA BÁSICA / RJ – MÊS DE OUTUBRO – NILÓPOLIS
Produtos PREZUNIC ASSAÍ CRISTAL Maior preço Menor preço Variação de preço
Arroz Tipo 1 – JOAO 5 KG R$31,99 R$29,75 R$31,99 R$29,75 8%
Arroz Tipo 1 – Prato Fino 5KG R$34,99 R$27,00 R$34,99 R$27,00 30%
Arroz Tipo 1 – JOAO 1 KG R$6,53 R$5,95 R$6,53 R$5,95 10%
Arroz Tipo 1 -Prato Fino 1 KG R$7,09 R$7,59 R$7,59 R$7,09 7%
Feijão preto – Combrasil R$8,59 R$7,79 R$8,29 R$8,59 R$7,79 10%
Feijão preto – Máximo 1kg R$8,19 R$7,89 R$9,59 R$9,59 R$7,89 22%
Òleo SOJA 900 ml SOYA R$8,49 R$8,09 R$8,49 R$8,09 5%
Òleo SOJA 900 ml liza R$8,39 R$8,09 R$8,39 R$8,09 4%
Leite Gloria Tetra park 1 lt R$3,95
Leite Elêge Tetra park 1 lt R$4,99 R$3,99 R$4,99 R$4,99 R$3,99 25%
Leite Godam Tetra park 1 lt R$3,45
Açúcar União 1 kg R$5,59 R$4,59 R$5,59 R$4,59 22%
Açúcar Guarani – 1 Kg R$4,39 R$4,29 R$3,98 R$4,39 R$3,98 10%
Acúcar Neve 1 kg R$3,99
Sal Cisne 1 kg R$3,99 R$2,49 R$3,99 R$3,99 R$2,49 60%
Fubá Granfino 1 KG R$5,89 R$3,99 R$4,99 R$5,89 R$3,99 48%
Macarrão Adria com Ovos (500 gr ) R$4,39
Macarrão Amália com Ovos (500 gr ) R$3,99 R$2,99 R$3,99 R$2,99 33%
Farinha de Mandioca – Granfino 1 Kg R$4,89 R$4,59 R$4,89 R$4,59 7%
Farinha de Mandioca -Chinezinho 1 Kg R$5,79

 

O Procon-RJ ressalta que todas as comparações de preços citadas foram feitas em relação aos produtos da mesma marca. Destaca ainda que nem todos os itens foram encontrados em todos os estabelecimentos verificados. Este levantamento é um retrato da ocasião em que foi realizada a pesquisa e não há a garantia de que o consumidor irá encontrar os mesmos preços no momento em que for realizar a compra.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais

%d blogueiros gostam disto: