Nilópolis Online
Notícias de Nilópolis todos os dias

Publicidade

Irmãos França são homenageados com Moção pela Câmara Municipal de Nilópolis

Um é professor de Educação Física e o outro é ator e produtor cultural. Em comum a força de vontade para vencer e mostrar que Nilópolis continua a ser um celeiro de talentos. Os irmãos Leonardo e Bruno Ferreira de França foram homenageados com uma Moção de Congratulações e Aplausos pela Câmara Municipal de Nilópolis.

O autor da honraria foi o vereador Leandro Hungria (Solidariedade), que vem se destacando por homenagear personalidades nilopolitanas que desempenham papéis importantes na sociedade.

“Os irmãos França são dignos do meu respeito. São rapazes trabalhadores, que desde muito novos batalham para conseguires os seus espaços. Além disso, é importante destacar que são pessoas que, apesar das dificuldades, possuem um amor por essa cidade e sempre que podem, fazem questão de citar e elogiar o local em que nasceram. Como vereador tenho a obrigação de reconhecer em vida essas pessoas”, disse o vereador Leandro Hungria.

Conheça o perfil dos irmãos França

Leonardo França

LEANDRO E LEONARDO
Leandro Hungria e Leonardo França. Foto: Divulgação

 

O professor Leonardo França iniciou sua vida acadêmica na Engenharia Mecânica, após ser aprovado no vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ em 2005, mas após um mês, decidiu trancar porque não se identificou em nada com a Cadeira.

Em janeiro de 2006, decidiu seguir sua outra paixão, a Educação Física, iniciando sua graduação neste mesmo ano na Universidade Gama Filho. Em 2007 começou seu estágio em uma das áreas que mais gosta da Educação Física, que é o Treinamento de Força. Em seguida voltou a sua atenção para a Reabilitação de Lesão.

Em 2009, já graduado e com ânsia de mais, começou a pensar, qual outro tipo de atividade aliava o treino de força e a prevenção ou a reabilitação de lesões? Foi aí que encontrou o Pilates. E desde então, tem sido o casamento perfeito.

No ano de 2013 decidiu empreender e abriu seu próprio estúdio. O início foi difícil, mas após três anos, com o aumento no número de clientes, se mudou para um estúdio ainda maior. Foi aí que se especializou em uma nova modalidade, que é o Neopilates, método que alia as três clássicas modalidades de Pilates (solo, bola e aparelhos), com o treinamento funcional e a atividade circense.

Desde então o professor Leonardo França investe cada vez mais em conhecimento e assim, continua a melhorar e muito a funcionalidade e a vida dos nilopolitanos, que buscam sua dedicação e profissionalismo.

Conheça mais sobre Leonardo França – CLICANDO AQUI

Bruno França

BRUNO FRANÇA E LEANDRO
Leandro Hungria e Bruno França. Foto: Divulgação

 

Criado em Nilópolis, Bruno França iniciou nas artes teatrais no ano de 2012 na Escola de Artes Dramáticas Antônio José – O Judeu, sediada no extinto Teatro Municipal Jornalista Tim Lopes.

Fundador do grupo “Surgiu Na Hora”, Bruno é bacharel em Atuação Cênica pela Universidade do Rio de Janeiro – UNIRIO. É idealizador e pesquisador no grupo Stand-Up Suburbano em parceria com a atriz e palhaça Lilian de Mattos. Juntos desenvolvem estudos sobre comicidade e produzem eventos de comédia stand-up com textos autorais.

Em 2013, ganhou o Prêmio Cultura Populares do MinC, edição 100 anos Mazzaropi, com o espetáculo “Histórias Saídas De Uma Mala”. No ano seguinte estudou na ESLIPA e integrou o “Circo do Rio” do grupo Off-Sina.

No ano de 2017, foi preparado por Ésio Magalhães e Tiche Vianna, no Barracão Teatro, em Campinas/SP, para o solo de palhaço “Mistério” e se formou, pela Escola Darcy Ribeiro, no curso “Produção Audiovisual para Smartphones”. Dois anos depois estreou o solo Povo de Rua, dirigido por Zeca Ligiéro e em 2020, dirigiu o “O Menor Picadeiro Do Mundo” do ator e palhaço Diego Marques, contemplado pela Circulação Artes Cênicas do SESC e foi contemplado pelo edital #CulturaPresenteNasRedes, da SECEC-RJ, com o projeto “Para Quem Não Me Conhece”.

Em 2021, foi contemplado pelo edital #CulturaPresenteNasRedes2, da SECEC-RJ, com o projeto “Insisto”, sobre a saga do artista suburbano sobrevivendo de arte no Brasil. Neste mesmo ano, seu solo de palhaçaria, Povo de Rua, dirigido por Zeca Ligiéro, foi selecionado pelo edital Cultura Infância Carioca.

Bruno, apesar de infelizmente não conseguir apresentar seus espetáculos em Nilópolis, devido a ausência de espaços para tal, sempre faz questão de citar a terra onde nasceu e vive.

Conheça mais sobre Bruno Franca – CLICANDO AQUI

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais